O Iluminado: Kubrick gritou que Shelley Duvall 'desperdiça o tempo de todo mundo' na frente de todo o elenco

No entanto, atriz diz ter aprendido com a pressão do diretor

Redação Publicado em 14/10/2020, às 09h11

None
Shelley Duvall como Wendy Torrance em O Iluminado (Foto: Reprodução)

Stanley Kubrick (1928-1999) é considerado um dos maiores diretores de cinema de todos os tempos, porém ele era conhecido por ser um colega de trabalho bastante difícil, porque o cineasta faria de tudo para executar a visão artística dele. Quem sabe bem disso é Shelley Duvall, de O Iluminado, como Kubrick gritou que ela "desperdiça o tempo de todo mundo" na frente de todo o elenco da produção (via Cheat Sheet).

A atriz, intérprete de Wendy no longa, também não deu sorte com Stephen King, responsável pelo livro de O Iluminado, porque ele não gostou nem um pouco da adaptação e ainda criticou o retrato da personagem pela atriz. "[O filme de Kubrick] é tão misógino. Quero dizer, Wendy Torrance é apenas apresentada como um tipo de pano de prato que grita".

+++LEIA MAIS: Mark Ruffalo pensa que ‘vão expulsá-lo’ do clube da Marvel

Para o público da época, Shelley Duvall entregou uma ótima atuação e foi um dos destaques do filme, tanto que ela trabalhou demais no set e viveu um pesadelo com a pressão do diretor do filme.

"Passar por dia após dia de trabalho excruciante era quase insuportável", relembrou a atriz em entrevista de 2018 à Rolling Stone. "O personagem de Jack Nicholson tinha que estar louco e com raiva o tempo todo. E na minha personagem, eu tive que chorar 12 horas por dia, o dia todo, nos últimos nove meses seguidos, cinco ou seis dias por semana". Por conta da extensão das gravações, Duvall ficou separada da família.

+++LEIA MAIS: O futuro da Lagum: como a banda quer homenagear legado de Tio Wilson nos próximos lançamentos [ENTREVISTA]

Ela continuou: "Fiquei lá um ano e um mês. E deve haver algo na terapia do Grito Primitivo, porque depois que o dia acabava, e eu chorava por 12 horas... Depois de todo aquele trabalho, quase ninguém sequer criticou meu desempenho nele, parecia. As críticas eram todas sobre Kubrick como se eu não estivesse lá".

E em um videoclipe dos bastidores, revelado pela Rolling Stone, Stanley Kubrick é visto gritando com Duvall, e ainda fala que ela "desperdiça o tempo de todo mundo".

No entanto, a artista achou a experiência com o diretor positiva. "Se não fosse por aquela torrente de ideias e às vezes batendo a cabeça, não teria saído tão bom quanto saiu", afirmou a atriz em vídeo da Rolling Stone.

+++LEIA MAIS: Umbrella Academy: outro integrante do grupo causou o apocalipse nos quadrinhos

"E também ajuda a aumentar a emoção e a concentração, porque você tira mais proveito de si mesma. Ele sabia disso. E ele sabia que estava conseguindo mais de mim com isso. Então foi como um jogo", finalizou.


+++ TERNO REI: ‘ANTES DE LANÇAR, VOCÊ NUNCA SABE SE É BOM OU RUIM’ | ROLLING STONE