O que a crítica diz sobre Drácula, da Netflix: ‘Deliciosa’, ‘exaustiva’ e ‘sem terror’

A série estreou no dia 4 de janeiro na plataforma de streaming

Redação Publicado em 15/01/2020, às 09h38

None
Claes Bang como Dracula (foto: reprodução BBC)

Dracula estreou no dia 4 de janeiro na Netflix e tirou elogios dos críticos. Com 73% pelos críticos do Rotten Tomatoes, a nova série dos criadores de Sherlock, Steven Moffat e Mark Gatiss foi descrita como "uma deliciosa mistura de terror e humor que equilibra mais ou menos a sensibilidade moderna e o querido legado do personagem".

Para a maioria dos críticos da plataforma, a produção foi bem sucedida ao criar uma narrativa original com humor e terror baseada na história clássica do vampiro assassino.

"Essa deliciosa e diabólica [série] de três partes nos deixou sedentos para mais. Talvez nós tenhamos que ser pacientes, mas hey, o Conde mesmo esperou 123 anos. O que são 12 meses entre demônios?", escreveu Michael Hogan do Daily Telegraph UK.

+++ LEIA MAIS: Por que o futuro de The Umbrella Academy, série da Netflix, está em risco?

Outra jornalista do jornal, Anita Singh, disse: "A grande sensação foi que todos os envolvidos - com exceção do pobre e velho Heffernan - estavam tendo uma enorme diversão. Pode não ter sido fiel ao original, mas foi um grito".

Já o The Guardian afirmou que Dracula é uma "carta de amor ensanguentada ao clássico" e "uma homenagem para todos os grandes Dráculas que vieram antes, mas que se mantém original". 

+++ LEIA MAIS: The Witcher: O que o dublador de Geralt nos videogames pensa sobre a série com Henry Cavill?

Contudo, parte dos críticos descreveram a série como exaustiva com um roteiro sem capacidade de se sustentar 90 minutos. Para o Metro UK, a produção tem diálogos picantes e performances memoráveis, mas não tem terror.

Da mesma forma, apenas 55% dos espectadores aprovaram a produção sobre o icônico vampiro. O público desaprovou partes da narrativa e muitos ficaram insatisfeitos com o formato da série. Apesar dos episódios longos, em média, de uma hora e trinta minutos, a primeira temporada possui apenas três episódios.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'