O que esperar dos shows do System of a Down no Brasil

Banda se apresenta em São Paulo, em 25 de setembro, e sobe ao palco no Rock in Rio no dia anterior

ROLLING STONE/OFERECIMENTO BUDWEISER Publicado em 19/09/2015, às 21h15 - Atualizado em 22/09/2015, às 14h58

SOAD - The Roxy
Divulgação

O System of a Down está prestes a desembarcar no Brasil para se apresentar no Rock in Rio, em 24 de setembro, e em São Paulo, na Arena Anhembi, um dia depois. A banda liderada por Serj Tankian trará para a América Latina os show que fez no início do ano para lembrar o centenário do genocídio armênio.

O System of a Down sempre se dedicou a uma causa justa: conscientizar o público sobre o genocídio armênio de 1915. Então, nada mais justo que, este ano, o grupo formado unicamente por filhos de sobreviventes lembrasse o centenário do ocorrido – turcos otomanos prenderam e executaram cerca de 1,5 milhão de armênios, fato que a Turquia e outros países até hoje não reconhecem oficialmente – com uma turnê internacional chamada Wake Up the Souls. O último show, teoricamente, seria o que foi realizado no dia 23 de abril, véspera da data em que a Armênia relembra o aniversário do genocídio, e ocasião em que aconteceu a primeira apresentação da banda no país de seus ancestrais. Porém, a excursão foi retomada este mês, para o Rock in Rio, e seguirá, depois de São Paulo, para Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina), Bogotá (Colômbia) e Cidade do México (México).

“Meus avós tinham histórias assombrosas de como sobreviveram”, contou Tankian à Rolling Stone na época do centenário. “Os dois eram criancinhas, bem pequenos. Minha avó e a avó dela foram salvas por um prefeito de uma cidadezinha turca, quando estavam sendo obrigadas a atravessar a Turquia, na direção da Síria, indo para Deir Ezzor. Meu avô perdeu a maior parte da família no massacre. Ele passou por diversos orfanatos e acabou no Líbano, onde foi criado. São histórias de partir o coração. Quando meu avô ainda era vivo, fizemos um registro dos dois para um filme de que participamos chamado Screamers. Foi um relato parcial e belo da história dele”, diz.

Levando em conta as canções mostradas entre o início do ano e abril, nos shows do System, as favoritas “B.Y.O.B.”, “Chop Suey!”, “Lonely Day”, “Toxicity” “Sugar”e “Hypnotize” dificilmente não estarão no setlist nas performances brasileiras.

System of a Down no Brasil

Rio de Janeiro

25 de setembro (sexta-feira)

Rock in Rio – Palco Mundo da Cidade do Rock

São Paulo

25 de setembro (sexta-feira)

Arena Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209 - Santana, São Paulo - SP