O que o Aerosmith fez em 1988 para deixar Steven Tyler com raiva por anos?

Em uma entrevista recente, o vocalista contou que demorou muito para superar o ódio que sentiu dos colegas de banda

Redação Publicado em 19/12/2019, às 09h12

None
Steven Tyler (Foto:Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts)

Em uma entrevista publicada pela Haute Living na última segunda, 16, Steven Tyler abriu o jogo sobre como se sentiu quando o Aerosmith o afastou para que ele se internasse em uma clínica de reabilitação. E o sentimento com certeza não foi positivo.

Na conversa, o vocalista da banda lendária relembrou do momento, em 1988, quando as pessoas mais próximas a ele (como os integrantes do grupo) organizaram uma intervenção com o objetivo de fazê-lo perceber que estava na hora de buscar ajudar e tratar o vício em drogas.

+++Leia mais: Há 49 anos, o Aerosmith fazia o primeiro show com ingressos a 75 centavos e briga entre Steven Tyler e Joe Perry

"Eles pensaram, 'Vamos deixar o vocalista sóbrio, e todos os nossos problemas estarão resolvidos'", revelou.

E completou: "Então eu fiquei sóbrio e, bom, demorou muitos anos para que eu conseguisse superar a raiva que senti por terem me mandado para a reabilitação enquanto eles saíam de férias".

Mas apesar dessa demora para lidar com esse sentimento, no fim das contas, Tyler se mostra totalmente grato pela ajuda que recebeu, por mais abrupta que tenha sido.

"Hoje, por causa daquele momento, eu sou grato e devo minha gratidão a eles, pela minha sobriedade", acrescentou.


+++ FRANCISCO EL HOMBRE SOBRE RASGACABEZA: 'É UM DISCO INDIGESTO, TOCA EM PONTOS DOLORIDOS E ÍNTIMOS'