O que as pessoas estão ouvindo de música durante a quarentena?

Os dados do Alpha Data, da Rolling Stone Charts, mostram as principais procuras nas plataformas digitais como o Spotify

Redação Publicado em 07/04/2020, às 17h46

None
Logo Spotify (Foto: Reprodução)

Com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre isolamento e distanciamento social devido à pandemia de coronavírus, as pessoas aproveitam para passar mais tempo ouvindo músicas - e, dados mostram quais são as principais procuras. 

+++LEIA MAIS: Lady Gaga planeja show beneficente com Paul McCartney, Billie Eilish e Stevie Wonder; conheça

Segundo o Alpha Data, plataforma usada pela Rolling Stone Charts, os dados dos serviços de streaming mostram que os ouvintes nos Estados Unidos e no restante do mundo estão procurando por músicas mais "calmas" e até mesmo com tom humorístico - além disso, os números de canções infantis aumentou em todas as plataformas. 

O Spotify notou a procura por mais músicas “relaxantes” nas playlists dos perfis em geral, além da alta por canções acústicas, menos dançantes e com menos energia do que as preferidas em outros períodos do ano, segundo a empresa. 

+++LEIA MAIS: BTS faz performance de ‘Boy With Luv’ em ‘versão de quarentena’ do programa de James Corden; assista

Os perfis que usam Deezer preferem o humor ao procurar músicas. Na última semana, as listas de reprodução de humor da plataforma digital aumentaram 20% em todo o mundo. Entre elas, estão a "Cozy Coffeeshop" que aumentou 486%, a "Lazy Indie" com um aumento de 180%, e o "Mellow Days", que apresenta faixas mais antigas de rock, soul e disco, aumentou em 305%.

Embora os fluxos gerais nos Estados Unidos de 13 de março a 2 de abril tenham caído quase 9% em comparação com às três semanas anteriores, os números da Alpha Data mostram que vários gêneros não foram afetados e inclusive, tiveram um aumento.

+++LEIA MAIS: Músicos do Megadeth, Anthrax e mais oferecem aulas gratuitas durante a quarentena com o ‘School’s Out’; conheça

Ao comparar com as três semanas anteriores, a música infantil aumentou 9%, enquanto a música clássica e o folk permaneceram estáveis. Em contrapartida, o latino, o rap e o pop caíram 16%, 15% e 13% durante esse período, respectivamente. O Spotify, em particular, notou um aumento na música voltada para ajudar as crianças a dormir e na Deezer, playlists como “Happy Kids” aumentou mais de 100%.

A Deezerinformou que a playlist "Calm Piano" aumentou 138% nos Estados Unidos em apenas uma semana (19 a 26 de março) e 27% em todo o mundo. Tanto a Apple Music quanto a Deezer também tiveram um aumento significativo nas listas de reprodução direcionadas para exercícios físicos.

+++LEIA MAIS: Astro de X-Men, James McAvoy doa R$ 1,76 milhões para comprar máscaras para médicos que lutam contra coronavírus

Além disso, os dados mostram que as pessoas estão usando a música para se unir neste momento de isolamento social. Os fluxos de "We Are The World" dobraram nos Estados Unidos, Itália e Espanha.

O Spotify disse à Rolling Stone que os números de "Abbracciame", de Andrea Sannino, e de "Azzuro", de Adriano Celentano, cresceram mais de 700% nos dias 13 e 14 de março, depois que vídeos de cidadãos cantando essas músicas nas varandas se espalharam nas redes sociais. Pelo mesmo motivo, "R esistiré", de Duo Dinamico, saltou mais de 400% na Espanha em 15 de março.

+++LEIA MAIS: Jennifer Aniston diz que isolamento social não é um desafio: “Tenho agorafobia”


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK