O real motivo para Edward Norton ter sido demitido e substituído por Mark Ruffalo no MCU

O filme estrelado pelo ator é a menor bilheteria do MCU e é considerado uma das poucas falhas do estúdio

Redação Publicado em 14/04/2020, às 12h11

None
Edward Norton como Hulk (foto: reprodução/ Marvel)

Um dos poucos deslizes do impressionante Universo Cinematográfico da Marvel é O Incrível Hulk, de 2008, segundo filme da saga e também a menor bilheteria. Se tudo tivesse saído como planejado, Edward Norton ainda estaria interpretando Hulk nos filmes dos Vingadores, mas por causa dos surtos nos bastidores, ele foi substituído por Mark Ruffalo.

Após o lançamento do filme, foi amplamente divulgado que era difícil trabalhar com Edward Norton no set e que ele insistia em reescrever o roteiro. Essa informação foi corroborada recentemente pelo próprio Norton, quando, falando com Bruce Willis, ele disse:

+++LEIA MAIS: Fase 4 da Marvel: quem são os heróis que devem entrar no universo cinematográfico [LISTA]

“Tentei ser como você. Eu fiz um grande filme de ação chamadoO Incrível Hulk. Você sabe o que deu errado? Eu queria um roteiro melhor." De acordo com informações do site Deadline, um membro da Marvel descreveu Norton como um "lobo no galinheiro".

Em 2010, pouco antes de anunciar Os Vingadoresna Comic-Con de San Diego, Feige divulgou um comunicado esclarecendo por que Edward Norton foi demitido. "Nossa decisão definitivamente não se baseia em fatores monetários", disse Feige, "mas, em vez disso, está enraizada na necessidade de um ator que personifique a criatividade e o espírito colaborativo de nossos outros talentosos membros do elenco".

+++ LEIA MAIS: Ultron pode retornar para Marvel como vilão da fase 4 do MCU?

Em resposta, o agente de Norton disse em um comunicado que Feige inicialmente queria que o ator continuasse interpretando o Hulk, e que a decisão de deixá-lo ir "pareceu-nos uma decisão financeira". Ele chamou os comentários de Feige de "mesquinhos, pouco profissionais, dissimulados e claramente difamatórios".

Edward Norton divulgou a seguinte declaração à Entertainment Weekly: “Como tantas pessoas, eu amo a história do Hulk desde criança, por isso foi emocionante quando a Marvel me pediu para escrever e ajudar a produzir uma encarnação de tela totalmente nova, e também viver Bruce Banner. Cresci lendo Marvel Comics e sempre amei a dimensão mítica e os temas contemporâneos das histórias, e tenho orgulho do roteiro que escrevi."

+++LEIA MAIS: Eterno Hulk, Lou Ferrigno ficou decepcionado com Vingadores: Ultimato - e culpa Mark Ruffalo e Disney

"Em todas as fases da produção, incluindo a edição, trabalhar com Louis Leterrier tem sido maravilhoso... Nunca tive um parceiro melhor e a colaboração com todo o restante da equipe criativa foi fantástica. Todo bom filme é forjado por meio da colaboração, e ideias diferentes entre pessoas comprometidas e respeitam a validade das opiniões umas das outras são o coração do cinema."

"Lamentavelmente, nosso processo saudável, que é e deve ser um assunto privado, foi deturpado publicamente como uma 'disputa', tomada por pessoas que procuravam uma boa história, e foi distorcida a tal ponto que corre o risco de distrair o próprio filme que a Marvel, Universal Studios e eu nos recusamos a deixar acontecer."

+++ LEIA MAIS: Cena engraçada de Hulk em Vingadores: Ultimato foi improvisada

"Sempre tive minha firme convicção de que os filmes deveriam falar por si mesmos e que saber demais sobre como eles são feitos diminui a mágica de vê-los. Todos nós acreditamos que  O Incrível Hulk iria agradar os fãs antigos e criaria novos fãs e seria um grande sucesso... Nosso foco sempre foi entregar o Hulk que as pessoas estavam esperando e manter o caso de amor mundial com o cara verde e forte. "

Mark Ruffalo explicou a experiência de assumir o cargo de personagem em uma entrevista ao podcast The Marvelists. "Eu estava tipo 'tipo, tudo bem com isso?'", Explicou Ruffalo, "e ele: 'cara, tudo é justo no amor e na guerra'. "


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA