O último encontro entre John Lennon e Paul McCartney

McCartney também compartilhou sobre a última ligação que teve com Lennon

Redação Publicado em 25/08/2020, às 19h40

None
Paul Mccartney e John Lennon (Foto: Dalmas Sipa Press / AP Images)

Em 1976, o produtor Lorne Michaels queria reunir os Beatles para um episódio do Saturday Night Live, mas a banda declinou a proposta, como relembra o Far Out Magazine. Em vez de participarem do show, Paul McCartney e John Lennon estavam assistindo ao programa juntos.

Eles estavam na casa de Lennon, coincidentemente o local era perto do estúdio da produção. Em entrevista de 1980, o músico comentou: "Paul estava nos visitando em nossa casa em Dakota. Estávamos assistindo e quase fomos para o estúdio, só como uma piada. Quase entramos em um táxi, mas estávamos cansados ​​demais. Ele e eu estávamos apenas sentados lá assistindo ao show, e nós pensamos, ‘Ha ha, não seria engraçado se nós formos? Mas não fizemos".

+++ LEIA MAIS: A música dos Beatles ‘sem sentido’ que irritava John Lennon; claro que tinha sido escrita por Paul McCartney

McCartney também recordou a história: "John disse: ‘Devemos ir, só você e eu. Somos apenas dois, então vamos pegar metade do dinheiro. E por um segundo... Mas teria dado trabalho, e estávamos tendo uma noite de folga, então decidimos não ir. Foi uma boa ideia - quase fizemos”.

No dia seguinte, os artistas passaram o dia juntos pela última vez. Na época, como pontuou o FOM, eles estavam em bons termos, mas as visitas inesperadas de Macca começaram a irritar o amigo, que cuidada de um bebê.

+++LEIA MAIS: As 5 músicas dos Beatles feitas por Paul McCartney que John Lennon mais gostava 

“Foi um período em que Paul não parava de aparecer na nossa porta com um violão. Eu o deixaria entrar, mas, finalmente, disse-lhe: ‘Por favor, ligue antes de vir. Não é 1956, e aparecer na porta não é mais a mesma coisa. Você sabe, é só me ligar. _ Ele ficou chateado com isso, mas não era minha intenção. Só quis dizer que estava cuidando de um bebê o dia todo, e um cara apareceu na porta”, disse Lennon em 1980.

Depois disso, McCartney não apareceu mais na casa do amigo. Em 1984, ele compartilhou sobre a última ligação que teve com Lennon: “A última conversa por telefone que tive com ele foi realmente ótima, e não tivemos nenhum tipo de explosão. Poderia facilmente ter sido um dos outros telefonemas, quando explodimos um com o outro e batemos o telefone".


+++ DELACRUZ SOBRE FILHOS, VIDA E MÚSICA: 'ME ENCONTREI NO AMOR, NA FAMÍLIA, NO LADO BOM'