Obama diz que conseguiria dançar a coreografia de “Gangnam Style”

O presidente reeleito, contudo, não deve mostrar a sua versão da dança do coreano em público

Rolling Stone EUA Publicado em 07/11/2012, às 12h26 - Atualizado às 12h52

Livro Game Change: Obama and the Clintons, McCain and Palin, and the Race Of a Lifetime, sobre as eleições nos EUA, irá virar filme
AP

O vírus conhecido como “Gangnam Style” se espalhou até no Salão Oval. Durante a entrevista do dia da eleição, nesta terça, 6, para a rádio de New Hampshire WZID-FM, o presidente Barack Obama foi questionado sobre a sensação desencadeada pela estrela do k-pop Psy, cujo clipe da música já foi visto 665 milhões de vezes no YouTube até o momento (a canção está em segundo lugar na parada Hot 100 da Billboard norte-americana há semanas).

Destrinchando o “Gangnam Style” de Psy.

“Eu vi recentemente o vídeo pela primeira fez e eu acho que eu conseguiria fazer aquela coreografia”, disse Obama, referindo-se à dança do cavalo que Psy mostra durante todo o clipe. Questionado se ele dançaria “Gangnam Style” caso fosse reeleito, Obama disse: “Eu não tenho certeza de que o baile da posse seria o momento certo para fazê-la”, e então ele sugeriu uma alternativa. “Sabe, talvez eu o faça para Michelle, em particular.”

Obama tem se aproximado de temas atuais da cultura pop durante suas entrevistas de rádio da campanha – desde a desavença de Mariah Carey e Nicki Minaj no American Idol, até a sua amizade com Jay-Z e Beyoncé.