The Office: a história sombria de Michael Scott como assassino que foi recusada na série

Socialmente desajustado, o personagem de Steve Carell quase se tornou um criminoso a sangue frio; entenda

Redação Publicado em 18/05/2020, às 11h43

None
Steve Carell como Michael Scott em The Office (Foto: Reprodução)

Michael Scott, brilhantemente interpretado por Steve Carell em The Office, era incapaz de se adequar às normas sociais básicas. Ainda assim, o gerente da filial da Dunder Mifflin em Scranton sempre se redimia ao fim de cada episódio.

+++ LEIA MAIS: 10 segredos de bastidores The Office que você provavelmente não sabia [LISTA]

Recentemente, o showrunner Greg Daniels revelou uma história sombria proposta pelos roteiristas do programa, na qual Michael se tornaria um assassino a sangue frio. A ideia foi rapidamente interrompida.

Na estreia da quarta temporada, Michael acidentalmente atropela Meredith (Kate Flannery) no estacionamento. Ela fratura a pelve e fica de repouso no hospital. 

+++ LEIA MAIS: 10 séries que você não vai acreditar, mas já têm 15 anos: de Grey's Anatomy a The Office [LISTA]

Para obter o perdão de Meredith, Michael convoca toda a equipe da Dunder Mifflin para uma “Corrida Divertida” de 5 quilômetros, com o intuito de arrecadar dinheiro para sua funcionária ferida. Desidratado, Michael vomita ao cruzar a linha de chegada e é levado ao hospital, onde Meredith decide perdoá-lo.

Segundo Daniels, contudo, a história quase foi diferente. "A certa altura, os roteiristas contam a história de que Michael atropelou Meredith no estacionamento e passa por cima dela mais uma vez para terminar o trabalho", disse ele ao Huffington Post. O showrunner não perdeu tempo com a reviravolta sinistra da trama. “Eu tive que acabar com isso”, lembrou Daniels. “Essa foi a única coisa que me veio à mente.”

+++ LEIA MAIS: Os 6 momentos mais fofos do casal Jim e Pam em The Office: de iPod trocado a DVD de memórias

Apesar das esquisitices de Michael, retratá-lo como alguém tão cruel era completamente incompatível com a premissa de The Office. "Michael fazendo algo que é verdadeiramente mau não é algo que veríamos no programa", disse Daniels. “E isso provavelmente vale para todas as séries.”

 


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE