ONG pede a Disney para divulgar adoção de animais no live-action de Cruella

A ONG também pediu para o filme mostrar que animais são "indivíduos e não acessórios"

Redação Publicado em 22/02/2021, às 13h23

None
Emma Stone como Cruella (Foto: Divulgação/Walt Dinsey Studios)

Na última quarta, 17 de fevereiro, o primeiro trailer da prequel de 101 Dálmatas, Cruella, foi divulgado pela Disney. O filme será protagonizado por Emma Stone. Após o lançamento do vídeo, a ONG PETA compartilhou um comunicado que pede aos estúdios para usar o longa como uma ferramenta para a divulgação de campanhas de adoção de animais. 

De acordo com as informações, o objetivo é evitar que se repita a mesma situação que aconteceu após o lançamento de 101 Dálmatas(1996). Na época, abrigos de animais receberam muitos dálmatas, que foram adotados filhos devido ao filme, mas abandonados ao crescerem. 

+++LEIA MAIS: Todas as produções live-actions anunciadas pela Disney: De Pequena Sereia a Cruella

Ainda, a ONG PETA alega que a personagem Cruella "destaca a crueldade de usar pele ou pelos de cachorros", e o filme poderia mostrar ao público que animais são "indivíduos e não acessórios".

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


Craig Gillespie, de Eu, Tonya comanda a direção do filme, enquanto o roteiro é responsabilidade de Tony McNamara. Também há uma personalidade importante na produção do filme: Glenn Close. A atriz responsável por interpretar Cruella nos filmes anteriores será produtora-executiva do live-action. 

+++LEIA MAIS: Tudo que sabemos sobre Cruella, live-action estrelado por Emma Stone

O filme tem a estreia prevista para 27 de maio de 2021, e há a possibilidade de ser lançado na plataforma de streaming Disney+. Além de Emma Stone, a produção contará com Paul Walter Hauser, Joel Fry, Emma Thompson, Kirby Howell-Baptiste e Mark Strong no elenco.


+++ KANT: 'AQUELES QUE NOS DÃO MAIS ATENÇÃO SÃO OS QUE MAIS CRITICAM' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL