Ordinary Man é primeiro disco que Ozzy Osbourne criou sem ‘ajuda’ de drogas e álcool

O frontman do Black Sabbath gosta da sensação de 'lembrar o que fez ontem'

Redação Publicado em 26/02/2020, às 20h22

None
Capa do disco Ordinary Man, de Ozzy Osbourne (Foto: Reprodução)

Ozzy Osbourne esteve com Zane Lowe no Beats1 nesta terça, 24, para falar sobre Ordinary Man, primeiro disco solo lançado pelo músico em dez anos - e o primeiro criado totalmente sóbrio.

“Pensava que as drogas e o álcool faziam tudo funcionar. Mas não é verdade. Durante anos me automediquei porque não gostava de como me sentia. Mas então, este é o primeiro álbum escrito e gravado comigo totalmente sóbrio", explicou Ozzy Osbourne.

+++ LEIA MAIS: Como Ozzy Osbourne precisou comer 'montanhas' de droga para não ser preso em 1972 (depois dele mesmo chamar a polícia)

Embora Ordinary Manquebre a década de jejum solo de Ozzy, o músico trabalhou, nesse período, no disco de despedida do Black Sabbath, 13: “Escrevi uma parte dele chapado. Agora, gosto bastante de estar sóbrio. Porque pelo menos posso lembrar a p*rra que fiz ontem.”

Ordinary Mané a volta de Ozzy Osbourne depois de um ano difícil. O ex-Black Sabbath sofreu um acidente doméstico que o deixou de cama em 2019; os nervos destruídos complicaram a coordenação motora, e o músico revelou recentemente um diagnóstico de mal de Parkinson.

+++ LEIA MAIS: Jason Momoa interpreta o próprio Ozzy Osbourne em vídeo de Scary Little Green Man; assista

O disco, porém, não reflete isso; Ordinary Man mostra Ozzy Osbourne em plena forma musical. Vai além, ainda, ao renovar o repertório (mesmo tendo 71 anos): há parcerias com Post Malone, rapper, em "It's A Raid" e "Take What You Want."

+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN