Os 13 piores namorados da ficção: de Friends a Gilmore Girls

Personagens que mascaram o machismo e mantém relacionamentos tóxicos e abusivos

Redação Publicado em 16/05/2020, às 14h00

None
Gilmore Girls, Diário de uma Paixão e Gossip Girl (Fotos: Reprodução)

Os relacionamentos apresentados em séries e filmes, em geral, conquistam os espectadores, porque apresentam histórias idealizadas. Nem tudo é maravilhoso, porém. As narrativas dessas relações podem ser construídas de uma maneira muito negativa e potencializar romances que não devem - em hipótese alguma - existir. 

+++LEIA MAIS: Amou Elite? Conheça Outer Banks, a nova série teen de suspense da Netflix

É muito comum o público que acompanha essas produções se apaixonar pelos personagens fictícios - e, muitas vezes, ignorar como alguns relacionamentos são complicados, tóxicos, abusivos e machistas por conta das atitudes desse 'namorado da ficção'.

Claro que em alguns casos, as séries e filmes foram produzidos em outra realidade e momento, mas ao serem analisadas a partir do prisma contemporâneo, não dá para ignorar como são relacionamentos abusivos e até mesmo machistas. 

+++LEIA MAIS: Friends, Game of Thrones e How I Met Your Mother: 11 casais tóxicos que o público ama - mas não deveria [LISTA]

Portanto, listamos os 13 piores namorados da ficção - de filmes e séries - que podem até ser idealizados pelo público, mas devem ser repensados por conta das atitudes tóxicas e abusivas, muitas vezes, romantizadas em produções audiovisuais:


Christopher Hayden - Gilmore Girls

Há muitos motivos para não gostar de Christopher, como a irresponsabilidade, a falta de comprometimento, a personalidade manipuladora, entre outras atitudes que provam o quão ruim ele é - tanto para a filha Rory quanto para Lorelai.

Além disso, ele demorou quase dezessete anos para visitar, pela primeira vez, Star Hollows, cidade onde a filha morava. Isto é, ele não participou de momentos importantes na vida de Rory e era péssimo para Lorelai. Ele pensou que o casamento os tornaria uma família, mas não é bem assim, e consequentemente Lorelai terminou com ele. 

+++LEIA MAIS: The Office ultrapassa Friends como série mais assistida da Netflix; Veja as 10 principais


Chuck Bass - Gossip Girl

Um dos casais mais aclamados pelos jovens e adolescentes que acompanharam Gossip Girl é o formado por Chuck e Blair - o relacionamento dos dois é tão romantizado, que o público ignora o quão machista e abusivo é o personagem.

Além de ser manipulador, controlador, machista e tóxico, Chuck constantemente a troca por ambições próprias. Um exemplo é quando ele troca a namorada por um hotel. As falas machistas são vistas ao longo das seis temporadas. O jeito 'misterioso' dele, na verdade, só esconde o quão mentiroso e manipulador ele é com Blair

+++LEIA MAIS: 5 filmes na Netflix para lidar com o coração partido


Dan Humphrey - Gossip Girl

Os relacionamentos de Gossip Girl são bem problemáticos, e Dan e Serena não escapam - principalmente pelo comportamento obsessivo de Dan com Serena. Logo no início, é mostrado como o personagem é apaixonado por ela, mas não consegue ter a atenção, porque não tem dinheiro como ela. Mas, ao longo das temporadas, finalmente consegue namorá-la.

Ao final da série, ainda se descobre que ele era a 'garota do blog' - isto é, ele expunha a própria namorada e os segredos dela, porque 'odiava os ricos'. Mesmo quando eles namoram, ele nunca conta a verdade para ela. Além de mentir, omitir e enganar, ele também falava muito mal dela e da família.

+++LEIA MAIS: 6 produções na Netflix que retratam relacionamentos alternativos


Mr. Big - Sex and The City 

Além de ser manipulador e frio, Mr. Big só queria Carriequando ela estava com alguém - reflexo, portanto, do egoísmo e ego ferido. Isso porque o personagem queria ter a sensação de tê-la, mesmo sem estar em um relacionamento com ela. E, certamente não é possível romantizar uma relação abusiva dessa. 

+++LEIA MAIS: Conheça Toy Boy, a viciante série espanhola que é a mais assistida da Netflix


Ezra Fitzgerald - Pretty Little Liars

No início, Ezra parece um bom personagem - tão 'bom' que a série parece romantizar o relacionamento entre um professor e uma aluna de 16 anos, a Aria. Mas não para por aí, o personagem esconde constantemente coisas de Aria, inclusive a própria identidade. Isso porque Ezra só se aproximou dela para escrever um livro sobre o assassinato de Alison

+++LEIA MAIS: Netflix abre as portas para protagonistas asiáticas e reinventa os romances adolescentes [ANÁLISE]


Barney Stinson - How I Met Your Mother

O carisma de Neil Patrick Harris é incrível e de fato conquista o público. O ator como Barney Stinson em How I Met Your Mother é inconfundível e, embora as pessoas o amem demais, o personagem tem atitudes extremamente problemáticas, principalmente com mulheres. Mesmo com Robin, ele se mostra um péssimo namorado. 

Barney é egocêntrico, manipulador e essas atitudes ficam bem claras ao longo da série, além de mascarar o machismo em piadas e comportamentos relacionados às mulheres. Até quando ele vai pedir Robin em casamento, faz questão de enganá-la - mesmo que seja para algo 'positivo', a maneira como ele a engana é bastante complexa e desnecessária.  

+++LEIA MAIS: Netflix divulga as 6 séries mais assistidas por brasileiros - além de Brasil e EUA


Ted Mosby - How I Met Your Mother

 Ted tem uma obsessão ridícula por Robin. O primeiro namoro dos dois, inclusive, inicia-se com ele implorando - literalmente - por uma resposta dela e a pressionando constantemente para ela dizer “sim”, mesmo com a explicação dela de que não gostaria de um relacionamento naquele momento. 

+++LEIA MAIS: How I Met Your Mother: 7 provas de que Robin e Ted não tinham um relacionamento saudável

Ainda, em certo momento da narrativa, o personagem afirma sobre ela: "Quando você ama alguém, nunca para. Mesmo quando as pessoas te chamam de louco. Mesmo assim. Especialmente assim! Você não desiste!".

Se a pessoa te disse "não", é preciso respeitar e não insistir - a fala de Ted é completamente equivocada. Pode até soar romântico, mas o que ele quer dizer é que ele não aceita o "não" como a resposta de Robin. Durante as nove temporadas, ele tenta convencer o espectador de que é o homem ideal para ela, mesmo com o relacionamento se provando instável. O personagem também mascara o machismo em diversas partes da história - não apenas com Robin, mas com as outras - várias - namoradas.

+++ LEIA MAIS: De Skins a Sex Education: A evolução do sexo em 6 séries adolescentes a partir dos anos 2000 [ANÁLISE]


Ross Geller - Friends

Ross Geller é um personagem complicado - claro que ele foi construído em outra época, mas ao ser analisado a partir do prisma contemporâneo, notamos como ele era um péssimo namorado - para todas as garotas que estiveram na vida dele.

O paleontólogo mascara o machismo em piadas, comportamentos e pensamentos, além de ser obsessivo e ciumento - o que torna a maior parte das relações dele totalmente tóxicas e abusivas.  

+++LEIA MAIS: 7 motivos para acreditar que Rachel e Joey formavam o melhor casal de Friends [LISTA]


Edward Cullen - Crepúsculo

Mesmo que seja ficção, não tem como aceitar a ideia bizarra do homem que queria entrar nos pensamentos de Isabella Swan para saber como ela se sentia. Além disso, Edward invadia o quarto dela para vê-la dormir e acreditava que precisava protegê-la de tudo, o que o tornou completamente obsessivo. 

Essa obsessão de  Edward por Bella se torna tão problemática que o fez optar pela morte, porque não poderia tê-la como ele queria em Lua Nova - segundo filme da franquia. 

+++LEIA MAIS: 6 filmes teen na Netflix para entender os adolescentes da última década


Noah Calhoun - Diário de uma Paixão

A história de Diário de Uma Paixão é um sucesso, além de ser um dos romances favoritos do público. No entanto, o início desse relacionamento é bem problemático e apresenta um comportamento de Noah Calhoun que certamente poderia gerar uma relação tóxica na 'vida real'.

Quando Allie diz não ao convite de Noah para um encontro antes mesmo deles namorarem, ele a ameaça e fala que vai se matar caso ela não aceite sair com ele. Imagina se fosse para terminar caso a relação no futuro não tivesse dado certo? Extremamente problemático. 

+++LEIA MAIS: Os 10 melhores filmes de romance para assistir na Netflix: Diário de Uma Paixão, Idas e Vindas do Amor e mais


Tom Hansen - 500 Dias com Ela

Tom não chega a ser o namorado de Summer, mas age como se fosse - mesmo ela sempre sendo sincera com a posição dela sobre os dois como um casal. Ela não queria um relacionamento com ele, porém, ele nunca aceitou essa verdade e, mais tarde, tenta culpá-la pela relação não ter funcionado. 

+++LEIA MAIS: Amou Simplesmente Acontece? Conheça Lovesick, série da Netflix sobre paixão entre melhores amigos perfeita para maratonar


Dean Forester - Gilmore Girls 

Parte do público acredita que Dean é o melhor namorado de Rory em Gilmore Girls - mas não é bem assim. Duas vezes ao longo do relacionamento, o personagem termina com ela na frente da cidade inteira, traiu a esposa dele com Rory e possivelmente tinha o pior comportamento, porque era controlador e ciumento - o que tornava o relacionamento dos dois abusivo e tóxico. 


Nate - O Diabo Veste Prada

Nate é o reflexo do homem machista que não aceita uma mulher mais bem-sucedida do que ele e inclusive, não concorda com o fato de Andy trabalhar muito. Algumas pessoas podem argumentar que a posição dele era porque ele se preocupava, mas, na verdade, é porque ele não queria vê-la se dando melhor profissionalmente. Ainda, o mesmo ficava ofendido por não ser o centro das atenções da vida dela. 

+++LEIA MAIS: Netflix, Amazon Prime Video ou Globoplay? Conheça os serviços de streaming no Brasil e escolha o melhor para você


+++ O TERNO | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL