Os 7 live-action da Disney mais detestados pelo público: O Rei Leão, Malévola e Alice com Johnny Depp

Na maioria das vezes, as reimaginações dos clássicos são criticadas por não inovarem

Redação Publicado em 09/03/2020, às 08h45

None
Live-action de O Rei Leão, Malévola e Alice no País das Maravilhas, respectivamente (Foto: Reprodução/Disney)

A moda dos novos filmes da Disney é fazer live-action das animações clássicas do estúdio. Essas versões geram polêmica, pois os longas decidem tomar outros rumos durante a trama, como em Mulan, que não terá a presença de Mushu, um dos personagens mais queridos da animação.

Ou seja, os live-action da Disney nem sempre agradam todo mundo e, alguns deles, não recebem avaliações tão boas pelos espectadores. Veja os 7 live-action da Disney mais detestados pelo público, de acordo com o Rotten Tomatoes.

+++LEIA MAIS: Os 10 melhores filmes da Disney dos anos 2000, de acordo com o Rotten Tomatoes

Christopher Robin - Um Reencontro Inesquecível (2018): 72% de aprovação

Esse filme mostra Christopher Robin, que precisa ajudar Ursinho Pooh a reencontrar seus amigos, os famosos Tigrão, Bisonho, Coruja, Leitão, Coelho, entre outros.

Christopher Robin - Um Reencontro Inesquecível não recebeu melhores avaliações por, de acordo com as críticas, não ser tão bom quanto outras histórias do Ursinho Pooh.  


A Bela e a Fera (2017): 71% de aprovação

O live-action de A Bela e a Fera conta exatamente a mesma história vista em 1991, mas com algumas músicas novas.

Mesmo com um elenco de peso e ter honrado o material fonte, a versão de 2017 de A Bela e a Fera foi criticado por ter detalhes bizarros e relacionamento de personagens que parecem falsos.


A Dama e o Vagabundo (2019): 65% de aprovação

Esse filme foi o primeiro live-action da Disney a ser lançado no Disney+, serviço de streaming do estúdio. 

Por mais que tenha uma boa história e visuais incríveis, a reimaginação de A Dama e o Vagabundo, de 1955, foi criticada por não possuir a mesma mágica que o original.


Aladdin (2019): 57% de aprovação

Logo quando o primeiro trailer foi lançado, o live-action de Aladdin foi duramente criticado pelos efeitos visuais ruins do Gênio, interpretado por Will Smith. Quando saiu, o longa dividiu opiniões por se propor a apenas entreter do que mostrar algo profundo com o material original.


Malévola (2014): 54% de aprovação

Mesmo por ser um dos live-action que mais possuem originalidade, no entanto, segundo as avaliações, Malévola tem ótimos efeitos visuais e uma ótima atuação de Angelina Jolie, porém peca em ter um roteiro mediano.


O Rei Leão (2019): 53% de aprovação

Esse filme ficou conhecido por ter efeitos visuais de outro mundo. Porém isso não sustentou o live-action de O Rei Leão, apontado negativamente por ter falta de emoção nas ações e feições dos personagens e, é claro, por não trazer a mesma mágica do primeiro O Rei Leão


Alice no País das Maravilhas (2010): 51% de aprovação

O live-action de Alice no País das Maravilhas traz toda a mágica e bizarrice de Tim Burton. No entanto, o filme foi criticado por não mergulhar na complexidade do livro original e fazer apenas uma versão mais sombria da animação de 1951.


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA