Os dez clipes mais sensuais de Britney Spears

Redação Publicado em 02/12/2011, às 08h27 - Atualizado às 15h41

Britney Spears - Criminal
Reprodução/Still

Britney Spears ficou conhecida, além pelos excessos e hits, por seus clipes, que marcaram época desde que ela surgiu como a menininha inocente de "...Baby One More Time", em 1999. Passando por "Me Against the Music", "I'm a Slave 4 U" até o momento em que ela fica completamente nua em clipes como "Womanizer" e "Criminal", veja os dez vídeos mais sexy da carreira de Britney, a seguir.


"Me Against the Music" - Dirigido por Paul Hunter, "Me Against the Music" foi, provavelmente, o clipe mais importante da carreira de Britney. Além de ter sido quase uma forma de Madonna passar o bastão de musa a ela, o clipe trazia elementos de sobra para se tornar icônico: da dança coreografada de Britney e Madonna enquanto a música se desenvolve até o beijo no final, "Me Against the Music" colocou Britney um degrau acima de contemporâneas como Christina Aguilera.
"If U Seek Amy" - O vídeo para "If U Seek Amy" foi gravado em fevereiro de 2009 na Califórnia, com direção de Jake Nava, que já tinha trabalhado com ela no clipe de "My Prerogative". No clipe, há cenas de Britney dançando numa festa, usando roupas bordadas com diamantes e lingerie.
"Oops!...I Did It Again" - O vídeo desta música foi dirigido novamente por Nigel Dick em 2000 e mostra Britney no auge, em um clipe espacial. Com uma roupa colada de látex que realçava suas curvas, ela dança e canta de maneira insinuante em mais um de seus clipes clássicos.
"Piece of Me" - Mais um dos clipes da "segunda fase" de sua carreira, "Piece of Me" era mais um clipe dirigido ao paparazzi, que tanto perseguiam Britney. Com orçamento em torno de US$ 500 mil (cerca de R$ 1 milhão), este foi o clipe mais caro da carreira de Britney. Dessa vez de forma mais bem-humorada, a cantora seduz no vídeo em um restaurante e uma boate.
"Womanizer" - Dirigido novamente por Joseph Kahn, "Womanizer" foi o grande retorno de Britney Spears após os escândalos de atacar paparazzi, engordar e de ter raspado a cabeça. Parte de Circus, o clipe mostra a cantora em inúmeras poses sensuais dançando em um escritório. Uma das decisões de Kahn, ao final do vídeo, foi que Britney sorrisse, para mostrar que "estava tudo bem com ela".
"Toxic" - Parte do álbum In the Zone, o clipe de "Toxic" foi dirigido por Joseph Kahn e mostra a cantora disfarçada de aeromoça em um avião, antes de se insinuar para um homem obeso que é, na verdade, um homem disfarçado. Sequências de ação, algo pouco comum nos clipes de Britney, também acontecem em seguida, tudo seguido de muita sensualidade.
"Criminal" - O clipe para esta música envolve crimes, tiroteios e, é claro, muita sensualidade. De volta ao seu auge com o disco Femme Fatale, Britney lançou o vídeo de "Criminal" em setembro. Dirigido por Chris Marrs Piliero, ele conta a história de uma criminosa e seu namorado (Jason Trawick, seu ex-companheiro na vida real) que, em muitos momentos, interpretam cenas de sexo.
"I'm a Slave 4 U" - Antes dessa música, Britney era vista como a "virgem santa" da música pop. No entanto, após o lançamento do primeiro single do disco Britney (2001), ela passou a ser vista com outros olhos. O clipe da canção também foi o mais ousado da cantora até o momento, com uma coreografia de Wade Robson em que Britney se insinua para bailarinos em uma sauna, onde todos estão completamente suados. "I'm a Slave 4 U" foi a eleito o clipe mais sexy da história pelo canal de TV MuchMusic, em 2007. A direção é de Francis Lawrence.
"3" - Fazia tempo que Britney Spears não dançava com tanta energia em um clipe. O vídeo, dirigido por Diane Martel, não tem grandes efeitos - mas tem a cantora dançando por trás de um vidro em uma sala cheia de vapor, se entrelaçando com dançarinos (homens e mulheres) e com um maiô branco no melhor estilo "decote profundo". Destaque também para as cenas em que só aparece a silhueta da cantora, em plena forma.
"Boys"- Só os sussurros de Britney na música, dizendo "get nasty" para Pharrell, já bastariam para incluir esse vídeo na lista. Mas não é só isso: ela se insinua para vários homens (a letra diz: "boys, sometimes a girl just needs one" - "garotos, às vezes uma garota simplesmente precisa de um"), mas escolhe apenas um: Austin Powers, que aparece no final. O vídeo foi dirigido por Dave Meyers, que também fez os clipes de "Lucky" e "Radar".