Os dias finais de um ícone: A família de Freddie Mercury sabia da doença dele?

O vocalista do Queen teve de ser direto e falar sobre a doença quando perguntado

Wallacy Ferrari Publicado em 30/10/2020, às 16h02

None
Freddie Mercury (Foto: Divulgação/Youtube/VIDEO REMASTER ITA/23.12.2018)

Com uma marcante presença de palco e extensão vocal, Freddie Mercury marcou a história do rock mundial como vocalista do Queen, sendo um símbolo mundial de energia e festa durante os anos 1980. A interrupção do êxtase do “Mr. Fahrenheit”, no entanto, ocorreu em 1987, quando o astro foi diagnosticado como portador do vírus HIV.

Mesmo após a descoberta, o cantor escondeu a doença de pessoas próximas, restringindo a informações apenas para amigos inteirados no assunto, como Elton John, que era publicamente conhecido por amparar Ryan White — garoto americano expulso da escola por ter contraído HIV após tratamento com sangue — anos antes da notícia.

+++LEIA MAIS: Bizarrice e briga por lhama: A curiosa amizade de Michael Jackson com Freddie Mercury

No livro O amor é a cura: Sobre vida, perdas e o fim da AIDS, John relatou a vontade do bigodudo em prosseguir as atividades sem levantar desconfianças: “Eu sabia exatamente o que iria acontecer com Freddie. Mas ele era extremamente corajoso. Manteve sua agenda e seguiu se apresentando com o Queen. Ele continuava aquele cara engraçado, a pessoa generosa que sempre foi”.

+++ Leia a matéria completa no site da Aventuras da História, parceiro da Rolling Stone Brasil e Grupo Perfil


+++ BK' | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL