Os melhores momentos do Lollapalooza Chicago 2021 [LISTA]

Apesar de todo o drama em torno do festival de 2021, foi repleto de momentos de afirmação ao vivo

Althea Legaspi e Nina Corocoran, Rolling Stone EUA Publicado em 02/08/2021, às 12h22 - Atualizado às 12h35

None
Tyler, the Creator no Lollapalooza Chicago 2021 (Foto: Roger Ho)

Lollapalooza Chicago 2021 foi embalado com tanto drama quanto se poderia esperar de um grande festival realizado durante uma pandemia. Ainda assim, também foi cheio de momentos musicais de afirmação da vida. Abaixo, apresentamos apenas uma amostra dessas alegres apresentações ao vivo:


Miley Cyrus e Billy Idol

De convidados consecutivos de hip-hop a mega-sucessos ininterruptos, havia muito o que amar sobre Miley Cyrus na primeira noite de Lollapalooza. De longe, o maior momento foi quando Billy Idol foi ao palco para se juntar a ela em "Night Crawling" e um cover de "White Wedding." A participação especial não anunciada deixou a multidão atordoada demais para reagir no início - mas não por muito tempo.
- Nina Corocoran (NC)

+++LEIA MAIS: Há 30 anos, primeiro Lollapalooza acontecia com shows de Jane’s Addiction, Nine Inch Nails e mais [FLASHBACK]


Discurso motivacional de Grandson

Para aqueles ansiosos em voltar para grandes multidões em festivais, Jordan Benjamin (também conhecido como Grandson) forneceu o unguento durante a apresentação na última sexta, 30. Refletiu sobre 2020 e lembrou o público para ser gentil com o próximo. “Você não tem ideia do que a pessoa ao seu lado passou," aconselhou.

Ele mesmo confessou como foi um ano de isolamento e acrescentou sobre todos se sentirem enferrujados quando se trata de ir a festivais. Além disso, estava "farto de cantar no chuveiro," brincou enquanto ele e a banda apresentavam exuberantemente uma fusão de rock, hip-hop e EDM, mas estava igualmente à vontade deixando cair um a capella de "Bury My Face Down."

+++LEIA MAIS: Fred Durst exibe novo visual em retorno do Limp Bizkit no Lollapalooza

Trouxe convidados surpresa. O rapper de Chicago Vic Mensa juntou-se para cantar "Oh No!!!" e mais tarde, Jessie Reyez e Grandson cantaram "Rain," canção escrita para o filme O Esquadrão Suicida.
- Althea Legaspi (AL)


Tyler, the Creator

Tyler, the Creator não é estranho ao circuito de festivais, na verdade, ele tem o seu próprio: Camp Flog Gnaw Carnival. No mais recente retorno ao Lollapalooza, ascendeu à atração principal no palco principal. Provou ser mais que digno, apresentando as várias eras e reconhecendo o passado controverso, enquanto oferecia aos fãs da velha guarda uma amostra daqueles primeiros dias.

+++LEIA MAIS: Perry Farrell, criador do Lollapalooza, diz que pessoas antivacinas estão tornando tudo mais complicado

"Eu fui nojento," disse o rapper, pensando na aparição. "Fui desagradável para cara***" e "foi feio", relembrou antes de cantar "Massa," do mais recente disco aclamado, Call Me If You Get Lost (2021). A série de canções recentes foram os destaques, mas também foram as viradas de Flower Boy (2017), com as músicas "See You Again," "911" e "Boredom" - embora escritas antes da covid-19, ressoavam com o desejo e a solidão que convinham à época.

Os fãs antigos foram presenteados com alguns dos primeiros dias de Goblin (2011) e Wolf (2013), mas foi o crescimento de Tyler realmente impressionou. Lembrou aos críticos como pode haver redenção após a ignorância dos jovens. Decidir possuir isso e se tornar um artista melhor é uma revelação.
- AL

+++LEIA MAIS: Tudo o que sabemos sobre Abe, filme com Seu Jorge e Noah Schnapp: lançamento, história e mais [LISTA]


Machine Gun Kelly

Aninhado no coração de Grant Park está um pequeno jardim onde Bud Light organizou sessões simples para artistas selecionados. Mal sabiam os participantes, Machine Gun Kelly planejava chegar para uma apresentação surpresa na tarde de sábado. Os fãs sortudos que chegaram a tempo foram presenteados com "My Ex’s Best Friend," "Bloody Valentine" e até mesmo um cover de "Misery Business," do Paramore.

A voz do rapper pop-punk só poderia ser levada até certo ponto pela configuração dos alto-falantes em miniatura do palco, mas os fãs gritando soaram o alarme para todos correrem para o palco o mais rápido possível.
- NC

+++LEIA MAIS: Mark Hoppus toca baixo em live durante tratamento de câncer: ‘1ª vez que me sinto bem’


Roddy Ricch

"Foi mal, fiz me***," Roddy Ricch riu durante "Down Below." Os fãs pareceram perdoá-lo ao inundar o palco na sexta. Afinal, tudo começou a partir daí com a ajuda do rapper de Chicago Polo G, quem acabara de se apresentar do outro lado de Grant Park, para entregar "Fame & Riches," e mais tarde Roddy se uniu a Mustard para "High Fashion."

Mustard também participou de "Late at Night" e da colaboração de Roddy Rich com o falecido Nipsey Hussle, intitulada "Racks in the Middle." Homenageou Nipsey e também o falecido Pop Smoke quando cantou "The Woo." Roddy terminou com o hit número um "The Box" duas vezes, deixando o público alegremente reprisá-lo para encerrar o set.
- AL

+++LEIA MAIS: Afinal, Britney Spears pode processar o próprio pai por abuso de tutela?


G Herbo

G Herbo foi adicionado à programação do festival para substituir Young Thug, empurrado para uma vaga no lugar de DaBaby no domingo, 1, mas os fãs devotos sabiam como ele estava onde pertencia. Apresentou-se com Miley Cyrus na quinta, 29, e tocou anteriormente no festival em 2018.

Graciosamente pegou a vaga e dividiu o espaço, dando aos irmãos DCG em ascensão o holofote para tocar "Mmhmm." Também enfatizou a importância de todos cuidarmos uns dos outros. "Precisamos normalizar, desestigmatizar e falar sobre saúde mental," disse ele.
- AL

+++LEIA MAIS: 5 músicas essenciais do ZZ Top: de 'La Grange' a 'Sharp Dressed Man' [LISTA]


Foo Fighters

Foo Fighters são veteranos do Lollapalooza e uma banda de festival por excelência. Para a edição de 2021, não se aventuraram muito longe do material que executaram em outros sets recentes e apresentaram os maiores sucessos - "The Pretender," "Learn to Fly" e "My Hero" - e isso pode foi exatamente o necessário dos festivais.

Também fizeram disso um caso de família: para a filha de Dave Grohl, Ophelia, cantaram "Happy Birthday," e ele e a filha Violet fizeram cover de "Nausea," de X. A apresentação ofereceu uma pedra de toque de normalidade. Por duas horas em um campo lotado em Lollapalooza, felizmente parecia como nada mudou para os frequentadores de festivais de longa data: cantando e gritando com estranhos para os hits favoritos, enquanto ouvia contos envolventes de Grohl. Para aqueles momentos fugazes, não o fizeram, proporcionando uma pequena fuga antes do retorno da realidade.
- AL

+++LEIA MAIS: Billie Eilish é a artista com maior vocabulário no pop moderno; entenda


Ed Maverick

O cantor e compositor mexicano Ed Maverick tem apenas 20 anos, mas as canções estão repletas da sabedoria e desgosto de alguém muito além de sua idade. Durante as primeiras horas do primeiro dia de volta de Lollapalooza, foi rápido em fazer os fãs - especialmente aqueles com bandeiras mexicanas penduradas nos ombros - desmaiar com o trabalho de guitarra sem esforço e a voz velha e emocionante.

Durante todo o set de Maverick, tanto a música quanto as brincadeiras de palco eram estritamente em espanhol. Alguns espectadores pareciam não falar a língua, enquanto outros entendiam cada palavra, mas todos estavam igualmente extasiados pela performance franca e emocional.
- NC

+++LEIA MAIS: 5 artistas latinos que dominam o YouTube: Anitta, Shakira, J Balvin e mais [LISTA]


Flo Milli

Rapper do Alabama e sensação do TikTok, Flo Milli foi relegada ao palco Grubhub, uma plataforma de tamanho médio escondida atrás das árvores, mas isso não impediu as músicas atraírem uma multidão grande demais para o espaço. De "Beef FloMix" a "In the Party," os versos dela costumam girar em torno de um toque hiperfeminino e de um estilo de conversa cativante, lembrando as sensações dos anos 2000, como Lil Mama e Kreayshawn.

Quando soltou "May I," hit chiclete responsável por lembrar brincadeiras no pátio da escola, a multidão se espalhou para a rua e ficou na ponta dos pés perto da cerca de arame para curtir. Sim, você precisará de um palco maior.
- NC

+++LEIA MAIS: 6 músicas essenciais para entender a carreira de Amy Winehouse [LISTA]


Kim Petras

A conquista mundial de Kim Petras é iminente. Aclamada como a primeira estrela pop trans da América, teve uma performance digna de estádio no Lollapalooza, completa com singles explosivos, lasers cheios de fumaça e dançarinos impecavelmente bem coreografados.

Para abrir o set, estreou uma próxima música chamada “The Future Starts Now,” a qual soava como remix do Daft Punk de Dua Lipa. Se este teaser foi um indicativo do próximo álbum, então a nova era de Petras será esperta, ousada e presa na sua cabeça durante toda a semana. - NC

+++LEIA MAIS: Novas Vozes Rolling Stone: o melhor - e mais atual - da música nacional; conheça nossa curadoria


Megan Thee Stallion

Indiscutivelmente, o brilho mais edificante no hip-hop nos últimos dois anos foi o de Megan Thee Stallion. Infelizmente, foi forçada a fazer muito disso online ou em quarentena. A rapper de Houston se tornou uma força imparável graças aos hits “Savage” e “WAP,” mas antes disso, foi “Hot Girl Summer” responsável por colocá-la no centro das atenções.

Finalmente, Megan Thee Stallion não só conseguiu apresentar esses sucessos para os fãs pessoalmente, mas também pôde assistir o impacto do hino de body-positive em tempo real enquanto pessoas de todos os tamanhos dançavam.
- NC

+++LEIA MAIS: 5 curiosidades sobre Mick Jagger, dos Rolling Stones: atentado, título de cavaleiro e mais [LISTA]


Journey

Nenhum artista no Lollapalooza deste ano apareceu tantas vezes quanto Journey - isso explica o motivo deles gravarem os grandes singles ao vivo. Espectadores casuais esperando para ouvir "Don't Stop Believin" ou "Any Way You Want It" eram interpretações melodramáticas e ampliadas das canções perfeitas para um festival.

Journey tem todo o direito de se sentir cansado dessas faixas após tocá-las em repetição por mais de 40 anos, mas pareciam orgulhosos de entregar tudo. O cantor Arnel Pineda, em particular, puxou todos os obstáculos, fazendo com qualquer ceder e entrar no modo karaokê completo.
- NC

+++LEIA MAIS: Tudo o que Kanye West falou sobre Donda: lançamento, detalhes e mais [LISTA]


+++ 15 ANOS DE GISELE BÜNDCHEN NA CAPA DA ROLLING STONE BRASIL | ENTREVISTA