Os Rolling Stones têm tocado músicas estranhas, diz Mick Jagger em primeira entrevista pós-cirurgia

Frontman revela como faz para escolher setlists dos shows

Patrick Doyle / Rolling Stone EUA Publicado em 10/06/2019, às 19h51

None
Mick Jagger (Foto: Markus Schreiber/AP)

“Me sinto ótimo”, disse Mick Jagger em sua primeira entrevista desde a cirurgia cardíaca que fez com que a turnê dos Rolling Stones fosse adiada. Na rádio canadense Q107,  Jagger disse que tem trabalhado normalmente desde sua operação. “Tenho ensaiado bastante nas últimas semanas… Esta manhã fui para academia. Nada doido. E aí ensaiei com o resto da banda.”

Nesses ensaios, a banda tentou criar algumas surpresas. “Estamos tentando tocar algumas músicas que não tocamos há anos, e coisas que nunca fizemos antes, algo estranho”, disse. “A maioria das pessoas não querem nada muito estranho. As pessoas gostam de algo só um pouco estranho. Eles não querem 100% diferente.” Jagger acrescentou que “Memory Motel’ é uma das raridades que a banda tem ensaiado nos últimos dias.”

Jagger sabe bem quais são os clássicos que a maioria das pessoas quer ouvir. “As favoritas são  ‘Paint it Black', ‘Honky Tonk [Women]’ e ‘Satisfaction’ e coisas assim. Não tocamos sempre todas que querem. Às vezes tocamos uma ou duas, mas existem tipo umas dez favoritas. Eu não sei o que as pessoas achariam se não tocassemos nenhuma. Acho que diriam ‘isso é ruim, vim para ouvir tal coisa.” Ao mesmo tempo, disse “Normalmente temos uma votação pelos fãs. E aí misturamos algumas coisas.”

Jagger disse que ainda gosta de estar na estrada - mas não tanto quanto antes. “Não fico o tempo inteiro, 12 meses por ano. Quando você é jovem, é o que você faz. Hoje eu fico três ou quatro meses na estrada durante um ano, o que parece bem equilibrado.”

As informações sobre a cirurgia de Jagger surgiram em abril, mas o frontman acabou com qualquer dúvidas de que precisava de repouso ao postar um vídeo dançando no Instagram. Keith Richards recentemente deu uma entrevista ao Toronto Sun sobre o caso. “Ele passou por isso bem facilmente. Está em ótima forma - arrasando. Como eu digo, não parece ter sido problema algum.”

+++ Rocketman, Bohemian Rhapsody e mais: as maiores cinebiografias de todos os tempos