Ouça trecho de música inédita de Kurt Cobain, que estará no documentário Montage of Heck

Em entrevista à Rolling Stone EUA, Frances Bean Cobain, filha do músico, diz que “não gosta tanto de Nirvana”

Redação Publicado em 08/04/2015, às 17h54 - Atualizado às 19h18

Kurt Cobain

Ver Galeria
(5 imagens)

O diretor do documentário Kurt Cobain: Montage of Heck, Brett Morgen, prometeu “uma arrepiante canção inédita de Cobain, acústica, com 12 minutos” no filme que estreia na HBO norte-americana em 4 de maio. Nesta quarta, 8, a Rolling Stone EUA divulgou com exclusividade um trecho da música, que está disponível para audição abaixo.

Kurt Cobain - Montage of Heck: saiba tudo sobre o documentário.

Na faixa, o vocalista do Nirvana dedilha o violão e canta em acompanhamento à emotiva melodia. Segundo Morgen, a música é inédita e foi descoberta por ele nos arquivos de Cobain em 2013.

Ouça abaixo pouco mais de 30 segundos da faixa.

Em entrevista a RS EUA, Frances Bean Cobain falou abertamente sobre o documentário – produzido por ela – e a relação com o pai. “O que mais me surpreendeu foi assistir à história de amor dos meus pais”, disse ela, que tem agora 22 anos de idade. “Porque eles estavam com uma idade mais próxima da minha. Foi como amigos se apaixonando – não esperava por isso.”

Assista ao primeiro trailer de Montage of Heck.

Frances também falou sobre a banda de Cobain, o Nirvana. “Não gosto tanto de Nirvana”, comentou. “Desculpem-me, pessoas do marketing, Universal. Prefiro Mercury Rev, Oasis, Brian Jonestown Massacre [risos] A cena do grunge não é o que me interessa.”

Kurt escolhe nome “Nirvana” em trecho de Montage of Heck.

“Mas ‘Territorial Pissings’ [de Nevermind] é uma música boa para caralho”, acrescentou. “E ‘Dumb’ [de In Utero], eu choro toda vez que ouço. É uma versão resumida da percepção de Kurt em relação a ele mesmo – dele com as drogas, sem as drogas, sentindo-se deslocado em ser intitulado como a voz de uma geração.”

Kurt Cobain: Montage of Heck estará nos cinemas brasileiros por tempo limitado a partir de 12 de maio.

Abaixo, uma foto de Frances ao lado da mãe, Courtney Love, e de Morgen, no Festival de Sundance, em 25 de janeiro deste ano, ocasião em que filme estreou.

Mais sobe Montage of Heck

O longa estreia em 4 de maio na HBO norte-americana. Como é o primeiro documentário totalmente autorizado – isto é, feito em colaboração com a família Cobain –, Kurt Cobain: Montage of Heck contará com uma grande quantidade de materiais inéditos.

20 anos atrás, um Kurt Cobain rouco e introspectivo comandava o último show do Nirvana.

Além de arquivos, vídeos caseiros, gravações, desenhos, fotografias e diários nunca revelados, o diretor Brett Morgen teve acesso a demos e faixas inéditas de Kurt Cobain. O documentário ainda conta, como não poderia deixar de ser, com diversas canções do Nirvana.

Em entrevista recente ao The Hollywood Reporter, Morgen afirmou: “Comecei a trabalhar neste projeto há oito anos. Como a maioria das pessoas, quando comecei, percebi que teria um limite de materiais inéditos para usar.”

Galeria: veja 25 casais musicais.

“Entretanto, assim que me deparei com os arquivos de Kurt, descobri mais de 200 horas de música e áudio nunca divulgados, uma vasta coleção de projetos artísticos – pinturas à óleo, esculturas – horas e horas de vídeos caseiros nunca vistos, e mais de 4 mil páginas de escrituras que, juntos, ajudam a criar um retrato íntimo de um artista que raramente se revelava à mídia”, concluiu.

Brett Morgen já teve um filme, On the Ropes, indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2000. Ele também dirigiu Crossfire Hurricane (2012), documentário sobre os Rolling Stones, e se destacou por O Show Não Pode Parar (2002) e Chicago 10 (2007), entre outros.

Veja uma lista com vinte “Rockumentários” – documentários sobre rock.

Veja o primeiro – e avassalador trailer – do longa.

Em seu primeiro trailer (acima), o documentário trouxe dois minutos e meio de vídeos caseiros inéditos e fotos íntimas nunca vistas pelos fãs. O clipe também mostrou como Montage of Heck irá integrar, de maneira fluida, os trechos de animação na história do líder do Nirvana – como Morgen já havia feito com Robert Evans em O Show Não Pode Parar (2002).

Os 20 anos da morte de Kurt Cobain.

No vídeo, revelado pelo site Yahoo! norte-americano, vimos que Montage of Heck exibe Cobain como uma criança precoce e tímida crescendo no pacífico norte, virando um adolescente rebelde e se tornando um ídolo do rock definitivo de sua geração.

O trailer, assim como o filme, é pontuado por entrevistas com pessoas da família e o baixista Krist Novoselic, e traz também a voz Cobain em uma entrevista gravada por David Fricke, da Rolling Stone EUA. Há diversos momentos íntimos da vida do cantor, mas o mais comovente deles surge em um dos vídeos caseiros que mostram Cobain brincando com a filha, Frances Bean.

Edição 83 (capa) – In Utero, último disco do Nirvana, nasceu no Brasil.

Além do documentário, que tem recebido boas críticas no circuito de festivais nos últimos meses, Montage of Heck será precedido por um livro em acompanhamento contendo “uma mistura de imagens de animação, fotos raras e outro tesouros do arquivo pessoal de Kurt Cobain”.

Leia aqui as primeiras impressões da Rolling Stone EUA sobre o filme.