Ozzy Osbourne achava que morreria antes do disco Ordinary Man: ‘Minha cabeça dizia que acabou’

O ex-Black Sabbath sofreu, na sequencia, acidentes domésticos e um diagnóstico de Parkinson

Redação Publicado em 22/06/2020, às 13h29

None
Ozzy Osbourne (Foto: Instagram / Reprodução)

Ozzy Osbourne conversou com Marcel Anders, da Louder Sound, na última semana. Aos 71 anos, o ex-Black Sabbath refletiu sobre a vida, a carreira, a velhice e, principalmente, a sorte que tem em chegar onde está hoje - pois pensava que já estaria morto nesta altura.

Em 2019, Osbourne sofreu um acidente doméstico que o forçou a cancelar os shows e ficar de quarentena no sofá. À época, trabalhava em Ordinary Man, disco de 2020. Mas não achou que o veria pronto:

+++ LEIA MAIS: Os 50 melhores discos da década de 1990, segundo site

“Estava implodindo, emocionalmente. Deitando no sofá todos os dias, fazendo as mesmas coisas… Você se perde dentro da sua cabeça - e sua mente nunca te diz nada legal. Minha cabeça, de qualquer maneira, ficava: ‘Acabou. Você vai morrer. Mas o disco… Salvou minha vida, sabe?”

Mesmo assim, Ozzy Osbourne não planeja voltar aos palcos para uma turnê. Pouco depois do lançamento do disco, declarou ao mundo o diagnóstico de Parkinson e como isso o debilita. “Não consigo fazer mais turnês mundiais. Não consigo. Farei um ou outro show quando for viajar, mas só isso. Aí, paro o tempo que quiser.”

+++ A PLAYLIST DO SCALENE