Ozzy diz que Bill Ward não fez turnê com o Black Sabbath por estar "incrivelmente acima do peso”

"Um baterista tem que estar em forma", disse o vocalista sobre o músico, que não participou do disco 13

Rolling Stone EUA Publicado em 06/08/2013, às 11h48 - Atualizado às 17h47

Black Sabbath
Divulgação

Ozzy Osbourne não mede as palavras, especialmente quando se trata do baterista original do Black Sabbath, Bill Ward. No ano passado, a banda respondeu com apenas 54 palavras à carta de 1500 palavras escrita pelo músico que não participou da reunião da banda e citou disputas contratuais. Agora, Osbourne falou do peso de Ward como uma das razões para ele não tocar atualmente com o Black Sabbath.

Exclusivo: Ozzy Osbourne e Geezer Butler falam sobre o retorno do Black Sabbath na capa da Rolling Stone Brasil.

Antes de um show em Nova Jersey na semana passada, quando o baterista Tommy Clufetos (Rob Zombie e Ted Nugent) tocou com o Black Sabbath, Osbourne afirmou ao jornal New York Daily News que não tinha fé na saúde do baterista original. “Não acredito que ele conseguiria fazer o show, para ser sincero. Ele está incrivelmente acima do peso”, disse o vocalista. “Um baterista tem que estar em forma. Ele já teve dois ataques cardíacos. Não quero ser responsável pela vida dele.”

Ward deixou a banda durante o ano de 1980, durante a turnê do disco Heaven and Hell, por problemas com álcool. Ele retornou algumas vezes durante as duas décadas seguintes, mas quando, em 1997, Ozzy Osbourne retornou, foi substituído por Mike Brodin, do Faith No More. Ward afirmou que soube de sua exclusão pela MTV. A banda o trouxe de volta mais tarde naquele ano e ele participou de todas as turnês até a separação em 2005, mas não voltou com a banda no ano passado para o disco 13.

Em 13, Ozzy Osbourne e cia. encerram com competência a maior trajetória do heavy metal.

De acordo com o site MetalInsider, Osbourne tinha algumas coisas a dizer sobre os ensaios de Ward com o Black Sabbath recentemente. “Olhamos para o Bill e ele não podia lembrar o que estava fazendo. Ele não veio dizer: ‘Eu não consigo fazer esse show, mas podemos ver um jeito, ou eu vou com algum baterista para me ajudar, ou eu toco só algumas canções’. Isto teria sido legal.”

Os sete melhores momentos de Ozzy Osbourne no Black Sabbath.

Em entrevista ao Guitar International em julho, Ward admitiu que não queria tocar com o Sabbath por razões específicas. “Me ofereceram um contrato e eu não assinei”, disse. “Eu nunca me comprometeria com algo que não poderia fazer fisicamente. Foi uma das decisões mais difíceis que já fiz. Porque eu sem dúvida queria tocar.”

Ward disse que tocar em apenas parte do show não era uma opção para ele. “Sou o baterista do Black Sabbath, então queria fazer o show inteiro. Era tudo ou nada.” Osbourne acrescentou ainda que “as portas estão sempre abertas para Bill”, e admitiu que “sem ele não é a mesma coisa”.