Padre Júlio Lancellotti quebra pedras sob viaduto em protesto contra prefeitura de SP

Prefeitura instalou pedras pontiagudas para evitar que moradores de rua ocupassem o local com colchões

Felipe Grutter | @felipegrutter (com supervisão de Itaici Brunetti) Publicado em 03/02/2021, às 10h10 - Atualizado às 12h13

None
Padre Júlio Lancellotti (Foto: Henrique de Campos)

Após a Prefeitura de São Paulo instalar pedras pontiagudas sob o viaduto do Tatuapé, bairro da zona leste da cidade, com intuito de evitar que moradores de rua colocassem colchões e dormissem no local, padre Júlio Lancellotti, em protesto, quebrou algumas delas com marretadas. "Foi um gesto de indignação," disse.

A instalação ocorreu na última quinta, 28, quando funcionários da empresa contratada pela prefeitura finalizaram a colocação das pedras, presas ao chão por meio de uma camada de cimento (via Folha de S. Paulo). "A gente faz porque é obrigado, mas até aperta o coração tirar o teto de quem já mora na rua," explicou um dos trabalhadores.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

No Twitter, padre Júlio disse ter achado essa ação da prefeitura "inacreditável" e também escreveu: "Indignação diante da opressão. Marretada nas pedras da injustiça."

Diversos seguidores de Lancellotti o responderam, expressaram indignação e também elogiaram a atitude do padre. "Essa cena me emociona verdadeiramente. É de uma força, de uma imensa sensibilidade... Ah, padre. Obrigada por mostrar esperança nesse mundo!", escreveu uma internauta.

Já outro usuário do Twitter disse: "Isso é realmente o cúmulo da falta de empatia... Quebrem tudo de novo, tirem essas pedras daí!"

+++LEIA MAIS: Gwyneth Paltrow se arrepende de ter feito O Amor é Cego: 'Muito perturbador'

Depois de surgirem diversas críticas, a Prefeitura de São Paulo afirmou ter exonerado o funcionário responsável pela obra e também prometeu retirar as pedras pontiagudas.


+++ PAI EM DOBRO | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL