Pai de Amy Winehouse não culpa ex-marido dela por morte, diz tabloide

Em entrevista ao The Sun, Mitch Winehouse disse que cantora sabia dos riscos da desintoxicação sem intervenção médica

Redação Publicado em 13/09/2011, às 13h22 - Atualizado às 15h50

Mitch Winehouse
Reprodução/Still

O pai da cantora Amy Winehouse, Mitch, deu uma entrevista ao tabloide britânico The Sun nesta terça, 13, onde declarou que não culpa Blake Fielder-Civil, ex-marido de Amy, pela morte da cantora.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

“Eu o culpo por muitas coisas”, disse Mitch. “Ele a iniciou no caminho das drogas pesadas. Mas a morte dela foi um terrível acidente, de responsabilidade dela. Ela foi avisada que, caso se desintoxicasse sem intervenção médica, essa coisa toda poderia acontecer.”

Mitch ainda declarou esperar que Fielder-Civil, cuja autobiografia pode ser lançada em breve, doe parte do dinheiro que acumular para a fundação que ele criará em prol dos dependentes químicos. “Ele não pode fazer parte da fundação, porque seríamos motivo de piada”, revelou Mitch. “Mas se ele quiser fazer uma doação, vamos aceitar. Alguém me disse que Blake ia escrever um livro. O que ele vai fazer com o dinheiro? Espero que ele ponha na fundação.”

A respeito do motivo que levou Amy às drogas de maneira tão irremediável, Mitch revela que muito se deveu aos temas de suas canções. “Uma das razões que ela entrou no mundo das drogas foi Blake”, lamentou. “Mas foi também por causa de sua música. Era muito sombria.”