Pai de Michael Jackson promove espetáculo em homenagem ao filho em São Paulo

Joe Jackson afirmou que encontrou gravações inéditas do filho e que Michael “foi a maior estrela que já pisou na Terra”

Stella Rodrigues Publicado em 08/03/2013, às 14h30 - Atualizado às 15h17

Joe Jackson, patriarca do Jackson 5, no BET Awards
AP

O polêmico pai de Michael Jackson, Joe Jackson, está em São Paulo nesta sexta, 8, para promover o espetáculo internacional Forever King of Pop. Nesta manhã, ele se encontrou com a imprensa para falar a respeito do show – o único no mundo que tem a chancela da família do Astro do Pop – e da memória do filho.

Entrevista: Joe Jackson fala sobre as supostas agressões a Michael Jackson, a semelhança de Prince Michael II com o pai e o complô que teria levado à morte do Rei do Pop.

Já idoso, Joe teve dificuldade de escutar e entender perguntas, algumas vezes, e fez questão de repetir diversas vezes o quão maravilhoso é o espetáculo. Também quis destacar que recentemente encontrou uma fita com gravações de Michael, mas não especificou exatamente do que se tratava. "É ele falando sobre ele mesmo. Quero compartilhar isso com os fãs”, contou.

Os últimos dias de Michael Jackson: fragilizado, endividado e viciado em medicamentos, ele foi consumido por um único sonho – impressionar a todos com os melhores shows de todos os tempos.

O show chega ao Brasil no mês que vem. Sabe-se que os bailarinos e atores (são cerca de 50 pessoas no elenco) estarão no país para se apresentar nos meses de abril e maio, mas a única data confirmada no calendário é 13 de abril, quando o show acontece no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (que ainda poderá ganhar mais datas).

“As músicas póstumas não foram cantadas por Michael Jackson”, diz ex-empresário do cantor.

Joe disse que parte da família Jackson (ele não soube dizer se os filhos do artista já assistiram) viu o musical em Madri e aprovou. Segundo ele, a performance e os bailarinos o fizeram lembrar bastante de Michael e ele chorou com o que viu.

O elenco que vem ao país é quase todo internacional, o mesmo que esteve em vários outros países. A única exceção é Jean Paulo Campos, o Cirilo da novela Carrossel, que interpreta Michael Jackson quando criança, fazendo uma pequena participação. O garoto contou que ainda não participou de nenhum ensaio oficial, mas está “vendo vídeos e treinando”.

No mais, Joe se ateve a elogiar a carreira e a personalidade do filho. "Ele foi a maior estrela que já pisou na Terra”, disse, destacando o quanto o Michael era único e admirado no mundo todo. “Agradeço aos fãs, porque foram eles que fizeram isso", disse. Também frisou a generosidade o artista, que segundo ele gostaria de doar a renda da turnê This Is It (nunca realizada porque Michael morreu pouco antes de quando ela deveria começar) a um hospital infantil. Comentou que o cantor nunca deu bola para questões raciais porque “não exergava isso. Michael foi ensinado a respeitar as pessoas como elas são. Se todos fossem como ele, não teríamos guerras no mundo”.

A única novidade mais concreta para os fãs é que Joe prepara o lançamento do documentário Journey in My Shoes que “conta a história de sucesso da família Jackson”.