Para Adriane Galisteu, Hebe "precisa ser eternizada"

"Eu perdi o chão. Estou sem norte", disse Adriane sobre a morte da apresentadora

Pedro Antunes Publicado em 29/09/2012, às 15h04 - Atualizado às 15h08

Hebe Camargo
Divulgação

Adriane Galisteu se disse chocada ao saber do morte da amiga e mentora Hebe Camargo. Era ao lado dela que Galisteu costumava apresentar o programa Teleton, no SBT. "Eu perdi o chão. Estou sem norte", disse a apresentadora, de Fortaleza, onde vai liderar o programa Miss Brasil.

Para Adriane, Hebe era como parte da família. "Foi uma perda como a de um familiar. Ela não combina com a morte. Gostava da vida e, mais ainda, de viver a vida", disse. "Nâo vai só fazer falta, não pode ser esquecida. Ela precisa ser eternizada."

Sobre a volta de Hebe ao SBT, Galisteu entende que a apresentadora nunca não deveria ter trocado de casa. "Ainda bem que ela conseguiu ficar feliz e estar de volta. Ela fazia questão de viver."

Hebe tinha 83 anos e sofreu uma parada cardíaca em casa neste sábado, 29. Saiba mais.