Para Don Henley, do Eagles, Kanye West é “arrogante” e Frank Ocean é um “idiota sem talento”

Vocalista e baterista continua incomodado com sample de “Hotel California” e disse que West “não será presidente”

Rolling Stone EUA Publicado em 02/10/2015, às 10h00 - Atualizado às 12h41

Galeria - Oito bateristas que se tornaram guitarristas - Don Henley
John Shearer/AP

Quatro anos depois de reclamar de Frank Ocean usar um sample de “Hotel California”, o vocalista e baterista do Eagles, Don Henley, continua amargo. Ocean pegou a íntegra do hit do Eagles para a música dele “American Wedding”, presente na mixtape Nostalgia, Ultra (2011). “Não achei que ele era bacana”, disse Henley em entrevista ao The Guardian. “Achei que ele era um idiota sem talento. E continuo achando.”

Galeria: as 15 separações mais conturbadas do rock.

Henley anteriormente havia afirmado que, para ele, Ocean não respeitou a propriedade intelectual, um ponto que reitera na nova entrevista. “Alguns desses caras mais jovens cresceram em um mundo que não entende ou respeita os diretos autorais ou propriedade intelectual”, reclama ele. “Eles acham que as músicas são jogos interativos.”

O jornal britânico cutucou Henley perguntando se ele não teria uma outra opinião se um artista de maior porte, como Kanye West, tivesse sampleado uma canção composta por ele. “Não, só ficaria tão puto quanto fiquei”, reforçou o cantor do Eagles. “Também não gosto dele.”

Os 10 maiores álbuns duplos de todos os tempos, segundo os leitores da Rolling Stone EUA.

Henley ainda ridicularizou os rumores de que o rapper se candidataria à presidência dos Estados Unidos em 2020. Apesar de a esposa dele, Kim Kardashian, ter dito no programa de Ellen DeGeneres que ele era “sério” e “faria o melhor” na campanha, Henley encolheu os ombros e disse palavras ainda mais fortes sobre o rapper: “Ele não será presidente. Ele é ao mesmo incrivelmente arrogante e inseguro ou alguma combinação dos dois.”

O músico do Eagles está promovendo o novo álbum solo, Cass County, que traz ele se reconectando com as raízes texanas e cantando country. “É nossa incumbência exportar algo que tenha alguma qualidade, que reflete nossa cultura de maneira positiva e cheia de significado”, disse ele sobre o trabalho à Rolling Stone EUA recentemente.