Para Tim Burton, Johnny Depp nunca mais foi o mesmo depois do término com Winona Ryder

Casal foi um dos mais queridos dos anos 1990

Redação Publicado em 19/08/2020, às 11h55

None
Tom Burton (Foto: Raoul Gatchalian/STAR MAX/IPx), Winona Ryder (Foto: Reprodução) e Johnny Depp (Foto: AP/Joel Ryan/File)

Hollywood dos anos 1990 trouxe muitos casais amados pelos fãs de cinema, um dos principais foi Johnny Depp e Winona Ryder. Eles ficaram juntos por quatro anos e chegaram até mesmo a ficar noivos. No entanto, quando eles terminaram, para Tim Burton, o ator nunca mais foi o mesmo. A informação é do Cheat Sheet.

Os dois contracenaram juntos em Edward Mãos de Tesoura (1990) e mostraram ser um ótimo casal. De acordo com o site, o ex-casal admitiu passar o dia inteiro junto um do outro. Johnny Depp também falou sobre Winona Ryder ser o primeiro "tudo" dele.

+++LEIA MAIS: Conheça os Peaky Blinders da vida real - mais violentos, e muito mais azarados do que mostrados na série

Já a atriz disse que ele era o primeiro amor: "Quando conheci Johnny, eu era virgem pura. Ele mudou isso. Ele foi meu primeiro em tudo. Meu primeiro beijo de verdade. Meu primeiro namorado de verdade. Meu primeiro noivo. O primeiro cara com quem fiz sexo. Então ele sempre estará no meu coração. Para sempre. Meio engraçado essa palavra".

O relacionamento dos dois era tão intenso que Depp pediu Ryder em casamento com cinco meses de namoro, mas eles não chegaram a casar. Segundo o Cheat Sheet, o ex-casal lia poesia, visitava livrarias, colecionava primeiras edições de literatura que os emocionavam e ouviram juntos os discos favoritos. A música deles era “Crazy For You”, da Madonna.

Para reafirmar o amor dele por Winona Ryder, Johnny Depp tatuou "Winona Forever", que depois da separação ficou como "Wino Forever". O ator não quis apagar a tatuagem completamente porque isso mostraria que o amor deles não foi algo real.

+++LEIA MAIS: Frances Bean Cobain diz que torrou US$ 11,2 milhões da herança de Kurt Cobain antes de ficar sóbria: 'Culpa por um dinheiro de alguém que não conheci'

A separação entre os dois atores foi bastante dolorosa para ambas as partes. De acordo com Tim Burton (via Cheat Sheet), que viu Ryder e Depp virarem astros, o intérprete de Jack Sparrow “nunca mais foi o mesmo” depois da separação de Winona. O diretor expressou a convicção de que Johnny Depp “nunca amou Kate Moss de verdade” e que ele chorava nas filmagens de Ed Wood (1994).

Além disso, Burton afirmou acreditar que Ryder levou uma parte da alma de Depp com ela após o término.


+++ DECLACRUZ SOBRE FILHOS, VIDA E MÚSICA: 'ME ENCONTREI NO AMOR, NA FAMÍLIA, NO LADO BOM'