Parceiro de Slash, Scott Weiland avisa: “Acho que a formação original Guns N’ Roses vai se renuir”

Ex-vocalista do Stone Temple Pilots tocou com o guitarrista no Velvet Revolver

Redação Publicado em 09/11/2015, às 13h49 - Atualizado em 27/11/2015, às 15h33

Scott Weiland
Reprodução/Facebook

Scott Weiland, ex-vocalista do Stone Temple Pilots e constante parceiro musical de Slash, disse durante uma entrevista que crê em uma reunião do Guns N' Roses. O cantor, que já teve problemas com Axl Rose, fez parte do supergrupo Velvet Revolver, projeto no qual os demais integrantes do Guns estão envolvidos.

Veja alguns motivos para acreditar que a volta de Slash ao Guns N’ Roses ainda é possível.

“Me lembro pouco da nossa briga”, disse o músico ao Alternative Nation. “Havia uma relação dúbia naquela época, mas acho que o Guns N’ Roses vai se reunir”, disse Weiland.

Entenda melhor: Slash diz ter feito as pazes com Axl Rose.

“Isso é algo passado. Mas, você sabe, seria legal se o retorno acontecesse. Deixar um pouco da negatividade de lado. Abandonar toda a tensão que foi construída ao longo desses anos”, justificou o artista.

"Pode ser divertido", diz Slash sobre possível reunião do Guns N' Roses.

Recentemente, Slash causou um grande rebuliço quando deixou de negar a afirmação de um repórter sueco de que ele teria se reconciliado com Axl Rose, vocalista do Guns N’ Roses. “É provável que tenha demorado demais”, disse ele. “Mas é muito legal tirar um pouco dessa coisa negativa que estava rolando por tanto tempo.”

Ele não chegou a dizer, na verdade, “Eu e Axl estamos conversando novamente”. É possível que ele estivesse meramente dizendo que os sentimentos negativos dele próprio tenham se dissipado nos últimos anos. Mas o comentário foi mais do que suficiente para gerar manchetes em todo o planeta.

Uma razão pela animação das conversas nas comunidades de fãs do Guns N’ Roses é que a entrevista com Slash foi divulgada não muito depois que DJ Ashba e Ron “Bumblefoot” Thal saíram da banda. Devido ao fato de o baixista original Duff McKagan ter tocado com Tommy Stinson em uma turnê pela América do Sul em 2014, é difícil não pensar que talvez algo possa estar por vir.

Uma excursão mundial de reunião geraria quantidades inimagináveis de dinheiro, possivelmente não o suficiente para Axl superar as desavenças dele com Slash. Até aqui, nenhum integrante da banda disse uma palavra negando a história.