Empresa de tecnologia e gravadora fazem parceria e convidam bandas para gravar álbuns virtuais

Hateen, Banda Mais Bonita da Cidade e Emicida são alguns dos nomes convidados para o Estúdio Windows; "Buscamos todos os tipos de histórias que mostrem novas possibilidades para a música", diz a gerente geral do Windows, Priscyla Alves

Bruno Raphael Publicado em 27/03/2012, às 18h31 - Atualizado às 19h47

Hateen
Divulgação

A Microsoft e a gravadora virtual Trama iniciaram no mês de março uma parceria para divulgar os artistas nacionais que se promovem através da internet. Intitulada Estúdio Windows, a iniciativa contará com oito apresentações de nomes como Banda Mais Bonita da Cidade, Emicida e Dance of Days, entre outros. A primeira apresentação ocorreu no dia 7 de março, com o Hateen (foto).

"O Estúdio Windows nasceu de um projeto maior, começamos no Brasil uma campanha nacional para trabalhar a marca, cujo tema é 'abra novas possibilidades'", afirma Priscyla Alves, gerente geral do Windows no Brasil. "A partir disso, buscamos todos os tipos de histórias que mostrem novas possibilidades para a música."

Com essa iniciativa, juntou-se ao projeto a Trama, de João Marcello Bôscoli. "Fazemos transmissões ao vivo com a banda, que passa o dia inteiro no estúdio e tem a chance de ganhar os masters [gravação original do programa] de presente, que se transforma em um álbum virtual", conta Bôscoli. "Elas se transformam em um disco para download, com a diferença que tem uma capa e tudo mais pras pessoas baixarem. É uma experiência que se aproxima bastante de ouvir o disco, seja em LP ou CD."

A premissa de unir a música com novas tecnologias de alcance global que a internet possibilitou, no entanto, já não é novidade. Para Bôscolli, é comum que hoje em dia se trabalhe a divulgação artística dessa forma. "Não é uma coisa difícil de encontrar", diz. "A maioria das bandas trabalha com computadores. O formato é secundário. O importante é a música, na minha opinião."

Após as oito apresentações confirmadas, a ideia é que o Estúdio Windows deixe ser uma iniciativa casual e vire um programa constante na grade da Trama. "Esse é o primeiro passo, né? Adoraria que esse projeto continuasse. Começamos de maneira relativamente consistente", finaliza o presidente da gravadora.