Paris Hilton: “Quero escrever músicas com as quais as pessoas se identifiquem”

O próximo disco da artista será uma mistura de “electro-pop com um pouco de hip-hop”

STEVE BALTIN Publicado em 10/10/2013, às 19h28 - Atualizado às 19h46

Paris Hilton
Divulgação

Para alguns artistas, shows na terra natal podem ser estressantes, mas assim que Paris Hilton se prepara para comandar as picapes da boate Create, em Los Angeles, aonde ela vai se apresentar pela primeira vez como DJ nos Estados Unidos, fica satisfeita ao ver sua enorme comitiva no camarim. “Minha família não conseguiu ir me assistir em Ibiza”, ela conta à Rolling Stone.

No início da semana, Paris lançou “Good Time”, o primeiro single do seu próximo álbum, ainda sem nome. A faixa conta com a produção de Afrojack e participação de Lil Wayne, além de um vídeo dela de biquíni.

Quando fala sobre música dance, ela se refere a grandes DJs como Tiësto, Paul Oakenfold, Calvin Harris e David Guetta, dizendo que o gênero musical faz parte de sua vida há muito tempo. “Eu fui a uma rave pela primeira vez aos 16 anos, no Roseland Ballroom”, recorda. “Eu só lembro das varetas de neon, das roupas. Sempre fui uma menina da rave.”

O primeiro álbum da cantora e socialite, homônimo, foi lançado em 2006, com 11 músicas, incluindo os singles “Stars Are Blind” e “Turn it Up”. Agora, ela assinou com a gravadora de hip-hop Cash Money (Drake, Nicki Minaj, Lil Wayne) e está misturando o estilo dance-pop com rap. “Estou muito orgulhosa da música que fiz com Snoop [Dogg]”, ela diz. “Estou muito feliz por estar na Cash Money. Eles são como uma família. Eles ficam de olho, me protegem.”

Para aqueles que estão se perguntando quais as inspirações da artista, não é muito surpreendente ela olhar para si mesma. “Me baseei nas minhas experiências pessoais. Já viajei o mundo”, Paris diz sobre a temática do álbum. “Queria escrever músicas divertidas. E também quero escrever músicas com as quais as pessoas possam se identificar.”