Paris Jackson revela compulsão alimentar, automutilação e tentativas de suicídio após a morte de Michael Jackson

Segundo a filha do Rei do Pop, a dor física dos cortes "distraía a dor emocional"

Redação Publicado em 08/07/2020, às 12h15

None
Paris Jackson (Foto: Reprodução / Instagram)

Em sua nova série documental no Facebook, a filha de Michael Jackson, Paris, falou sobre seu histórico de compulsão por comida, automutilação e tentativas de suicídio após a morte do pai, em 2009. A notícia é da Revista Quem.

+++ LEIA MAIS: 10 anos depois: Os últimos dias de Michael Jackson

Segundo ela, desde que passou a morar com a avó, vivia "sem regras" numa casa onde tinha "refrigerante e bolo o tempo todo" e que, assim, "ganhou muito peso e a comida se tornou um vício."

Certa vez, "um primo me chamou de gorda e eu fiquei tipo: 'não consigo mais fazer isso', e foi assim que comecei a me machucar. Eu fazia cortes, me queimava e nunca achei que poderia morrer porque eu estava controlando a lâmina. Eu sabia o quão profundo eram os cortes", conta Paris, acrescentando que a dor física "distraía a dor emocional."

Na mesma entrevista, realizada no início de 2020, Paris também confessou que, quando era adolescente, tentou se matar "diversas vezes", mas que, em uma delas, foi levada para um colégio interno, de onde saiu "com muito mais [problemas] do que entrei."

+++ LEIA MAIS: Se o legado de Michael Jackson for destruído, a culpa é dele, diz produtor do Rei do Pop

Atualmente, ela toma remédios para depressão e afirma não estar "nem perto de amar" sua imagem.

 


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO