Patrick Carney, baterista do Black Keys, revela tentativa de agressão de Jack White

Pelo Twitter, Carney disse que White começou uma briga com ele em um bar em Nova York

Redação Publicado em 14/09/2015, às 11h11 - Atualizado às 12h41

O Black Keys aceitando o prêmio de Melhor Performance de Rock do ano no Grammy 2013, por "Lonely Boy"

Ver Galeria
(2 imagens)

O baterista do The Black Keys, Patrick Carney (à direita do companheiro de banda Dan Auerbach na foto), relatou pelo Twitter um insólito episódio envolvendo o também músico Jack White, nesse domingo, 13, em um bar em Nova York. Segundo Carney, White teria tentado iniciar uma briga com ele.

Inimigos da música: relembre brigas épicas entre artistas.

“Nunca tinha encontrado Jack White, até a noite passada”, conta o baterista em uma série de mensagens publicadas. “Ele apareceu em um bar no qual sou um cliente assíduo com alguns amigos e tentou brigar comigo.”

Como 10 mestres da guitarra começaram.

“Eu não brigo e não entendo brigas, mas ele estava louco! É por gente como ele que eu faço música. Valentões babacas que me fizeram sentir como nada. Um valentão de 40 anos tentou brigar com um nerd de 35 anos”, completa.

“Gotta Get Away”, do Black Keys, está na nossa lista de melhores músicas internacionais de 2014.

Ao Pitchfork, White desmentiu essa versão da história e se explicou: “Ninguém tentou brigar com você, Patrick. Ninguém tocou em você ou praticou ‘bullying’ com você. Foi feita a você uma pergunta que você não podia responder, então, você foi embora. Pare de chorar pela internet e fale cara a cara, como um ser humano. Fim de história”.

O NME revelou que em 2013 foi vazado um e-mail de White para a ex-esposa no qual o ex-integrante do The White Stripes reclamava por seus filhos terem sido matriculados na mesma escola que os de Dan Auerbach, guitarrista e vocalista do Black Keys. Na mensagem, White chama Auerbach de babaca e o acusa de copiá-lo. Ele acabou se desculpando posteriormente pelo que tinha escrito.