Patti Smith fala sobre fazer shows com os filhos: 'Muito reconfortante'

Poetisa e cantora, Smith é considerada uma lenda do movimento punk

JERRY PORTWOOD, Rolling Stone EUA Publicado em 10/11/2020, às 18h48

None
Patti Smith (Foto: Owen Sweeney Invision / AP)

Patti Smith nunca se esquivou do lado trágico da vida, mas quando ela conversou com a Rolling Stone EUA em outubro, ela estava otimista. “Na estrada, eles têm esses televisores LG e quando você os liga, diz: A vida é boa. Eu amo isso”, disse.

+++LEIA MAIS: Há 44 anos, Patti Smith revolucionava o punk ao lançar Horses, primeiro disco da carreira

“Na verdade, eu digo em voz alta quando ligo: 'A vida é boa'. Porque há um milhão de razões pelas quais podemos dizer que as coisas são terríveis no mundo, mas quando você chega no fundo, você sabe, estar vivo. Quero dizer, é a melhor coisa que temos.”

Em setembro, Smith realizou três apresentações intimistas no Minetta Lane Theatre no Greenwich Village de Nova York. Elas aconteceram com os filhos dela, Jackson e Jesse Paris, e o colaborador de longa data Tony Shanahan. Mais tarde produzidos como o audiolivro Patti Smith no Minetta Lane, os shows contaram com poesia e nove canções abrangendo mais de 40 anos de produção criativa.

+++LEIA MAIS: As 15 músicas favoritas de Patti Smith são perfeitas para a quarentena; de Beatles a Bob Dylan [LISTA]

Em entrevista para a Rolling Stone EUA,Smith falou sobre a maternidade e a experiência profissional com os filhos: "Como uma jovem artista, você se torna o centro do universo, de uma certa maneira. Você é muito pretensioso, mas preocupado consigo mesmo. É apenas parte da arrogância de ser um artista. E após ter uma família, você percebe que não é o centro do universo. Essa foi uma boa lição para aprender, porque eu ainda era capaz de fazer meu trabalho - eu só tinha que ser mais disciplinada".

Smith também explicou que gosta de se apresentar com os filhos: “Somos uma família. Todos nós temos responsabilidades profissionais, mas eu ainda sou a mãe deles, você sabe, e eles são meus filhos, e às vezes é engraçado e às vezes muito reconfortante. Sempre disse a eles: ‘Não se preocupe se você errar ou eu errar - apenas faça o melhor que puder e mantenha a comunicação’”.

+++ LEIA MAIS:  Patti Smith escreve poema de aniversário para Greta Thunberg

Ela continuou: “Também adoro trabalhar com eles porque ambos têm aspectos do pai [ex-guitarrista do MC5 Fred “Sonic” Smith], e ele era um ótimo músico. Ambos o magnificam. Meu filho tem tons de guitarra que soam como do pai, e minha filha tem um jeito compositor ao piano muito parecido com o pai dela, e eu realmente sinto a presença dele conosco quando estamos todos tocando juntos”. 

Confira a entrevista completa no site da Rolling Stone EUA.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ MANU GAVASSI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL