Paul McCartney exibe bandeira e se solidariza com comunidade LGBT após ataque em Orlando

Assista também ao poderoso e emocionado discurso de Lady Gaga voltado às vítimas (e suas famílias) do tiroteio

Rolling Stone EUA Publicado em 15/06/2016, às 13h09 - Atualizado às 13h25

Paul McCartney durante show em Berlim, na Alemanha, segurando bandeira com arco-íris em solidariedade às vítimas do ataque a uma boate gay em Orlando
Reprodução/Vídeo

Paul McCartney demonstrou solidariedade com a comunidade LGBT após o ataque que aconteceu em uma boate gay de Orlando, nos Estados Unidos – o maior massacre da história recente do país –, no último fim de semana, e que deixou pelo menos 50 mortos e 53 feridos.

Durante um show em Berlim, na Alemanha, na última terça, 14, o ex-Beatle, acompanhado por sua banda, exibiu uma bandeira com um arco-íris, um dos símbolos mais característicos da luta LGBT, e disse: “Estamos unidos por Orlando”. Ele depois publicou uma gravação no momento no Twitter.

Veja abaixo.

Esta semana, nomes como Adele e Lady Gaga, além do apresentador John Oliver e do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se solidarizaram com as famílias das vítimas do ataque. Gaga fez esta semana um poderoso e emocionado discurso durante um evento em Los Angeles para as vítimas do tiroteio.

“Lamentamos esta perda trágica de pessoas bonitas e inocentes”, disse ela em frente a uma vasta plateia. “Vamos todos nos comprometer com uma aliança de amor a eles e às famílias deles que estão sofrendo profundamente. Eles são filhos e filhas. Eles eram pais e mães. Eles são todos nossos irmãos e irmãs.”

Assista abaixo.