Paul McCartney explica como transformou ‘Come Together’, de John Lennon, para se tornar uma da músicas mais famosas dos Beatles

Segundo McCartney, a faixa era originalmente "uma musiquinha Folk maluca" antes de virar um hit mundial

Redação Publicado em 23/04/2020, às 11h37

None
John Lennon, Paul McCartney e George Harrison (foto: reprodução)

John LennonPaul McCartney nem sempre concordavam nos assuntos dos Beatles, mas resolviam suas diferenças através do processo criativo de levar as músicas de uma ideia para o produto final.

Assim foi com "Come Together", com McCartney dizendo ao jornalista Howard Stern em uma nova entrevista ao programa SiriusXM como tudo começou muito diferente da faixa que os fãs conhecem e amam. "Ele traz uma música e eu posso não amar, mas nós faríamos", admitiu a lenda dos Beatles. "Mexíamos com isso, organizávamos de novo a faixa."

+++LEIA MAIS: Por que John Lennon detestava ‘Let It Be’, de Paul McCartney? ‘Nada a ver com os Beatles’

"Ele [Lennon] trouxe 'Come Together' e era tipo uma musiquinha folk maluca, então reorganizamos na versão que foi parar no disco", explicou Paul.

Diz-se que McCartney sugeriu desacelerar a faixa para dar uma sensação "pantaneira" ao som. Embora fosse a música de Lennon, ela é creditada a Lennon e McCartney, graças à contribuição dele em transformar a ideia do colega de banda no sucesso estrondoso.

+++ LEIA MAIS: John Lennon não ligava para músicas clássicas dos Beatles, explica Paul McCartney

" Come Together" foi gravado em julho de 1969 e lançado no lado A do disco Abbey Road, junto com "Something".

O hit também inspirou várias covers, incluindo um de Ike & Tina Turner e outra do AerosmithRelembre 'Come Together', dos Beatles, abaixo:


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA