Rihanna lança música em parceria com Paul McCartney e Kanye West; ouça

“FourFiveSeconds” traz o ex-beatle nos teclados e o rapper nos vocais

Rolling Stone EUA Publicado em 26/01/2015, às 10h22 - Atualizado em 11/02/2016, às 11h33

Paul McCartney, Kanye West e Rihanna
Divulgação

Três semanas depois que Paul McCartney e Kanye West lançaram uma faixa em parceria, “Only One”, a dupla se juntou a Rihanna na balada acústica “FourFiveSeconds”. A música está disponível no site RihannaNow.com e foi confirmada como o primeiro single do novo álbum de inéditas da estrela pop, que tem previsão de chegar às lojas ainda em 2015.

As dez maiores brigas da história do rap.

“I think I've had enough”, canta Rihanna sobre a base de violão. “I might get a little drunk / I say what's on my mind / I might do a little time / 'Cause all of my kindness is taken for weakness”, completa. West assume os vocais no meio da canção – apenas ele e Rihanna cantam na faixa, enquanto McCartney cuida dos teclados.

Ouça abaixo.

O rapper executou “FourFiveSeconds” em público pela primeira vez no evento musical IHeartRadio Summit em Los Angeles na última quinta, 22, ocasião em que ele surpreendeu a plateia com um discurso de 45 minutos com o tema “responsabilidade para inovar” – foi neste mesmo discurso que ele contou ter questionado McCartney sobre: “Como eram as vaginas nos anos 1960?”.

West pôs “FourFiveSeconds” para tocar direto do computador dele e, logo depois, desligou o laptop e saiu do palco. Minutos depois, ele revelou a data de lançamento da música.

Galeria: as 12 músicas mais “esquisitas” de Paul McCartney.

Fãs de Kanye West não devem ficar surpresos se ouvirem McCartney em outras faixas dele. Quando “Only One” saiu, um representante do rapper disse que a canção seria “o primeiro registro disponibilizado ao público do que se tornou uma prolífica colaboração musical entre dois artistas lendários”.

Paul McCartney e Kanye West começaram a trabalhar em “Only One” no início do ano, em Los Angeles, como uma “simples sessão descompromissada entre os dois, com McCartney improvisando no teclado e Kanye cantando e jogando ideias em cima de um riff”.