Paul McCartney se arrepende de não ajudar Amy Winehouse; entenda

Em entrevista, o ex-Beatle relembrou encontro com Winehouse e disse se arrepender por não ter ajudado a cantora

Redação Publicado em 01/06/2021, às 12h15

None
Montagem de Paul McCartney (Foto: Reprodução / Kevin Winter / Getty Images) e Amy Winehouse (Foto: Dan Kitwood/Getty Images)

Paul McCartney mantém amizade com diversos artistas mais jovens, mas se arrepende de não ter se aproximado de uma artista em específico: Amy Winehouse. A cantora morreu em 2011 por intoxicação alcoólica após lutar contra o vício - e o ex-Beatles lamenta por não conseguir ajudar a artista. As informações são do site Express.Co.

Em entrevista à GQ, McCartney relembrou a última interação com Winehouse, e disse se arrepender por não ter ajudado a cantora na época: “Eu sabia que ela tinha um problema e acabei apenas dizendo oi. Ela disse oi.”

+++LEIA MAIS: Amy Winehouse ganha novo documentário contado pela perspectiva da mãe da cantora

O músico continuou: "Depois, achei que realmente deveria ter corrido atrás dela [para dizer]: 'Ei, Amy, ouça, você é muito boa, eu realmente espero que você...' e dizer algo acabasse com a desesperança". Segundo McCartney, a fala dele poderia ter um efeito na cantora: 

"E então ela se lembraria e pensaria: 'Ah, sim, estou bem, tenho uma vida para levar', mas você sempre tem esses pequenos arrependimentos," concluiu. A declaração de McCartney, contudo, não agradou o pai de Amy Winehouse

+++LEIA MAIS: A história por trás do termo Fab Four, criado por publicitário dos Beatles [FLASHBACK]

Em participação no programa Loose Woman, Mitch Winehouse rebateu a fala do ex-Beatles: "O que ele teria feito? Depende da pessoa em recuperação, e ela precisa querer ajuda. É tudo sobre a pessoa que está lidando com seu vício. Nós passamos pela dor e ainda é doloroso, e nossa maneira de lidar com isso é ajudar os jovens."


+++ SUPLA | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL