Paul McCartney sobre como os Beatles lidavam com problemas de saúde mental: 'Brincar sobre isso era uma forma de se esconder'

O baixista falou sobre a ausência de discussão sobre o tópico na época da banda

Redação Publicado em 07/12/2020, às 16h04

None
Beatles (Foto: Getty Images / Equipe)

Em uma entrevista recente ao The Sunday Times, Paul McCartney falou sobre um assunto que surpreendentemente não é muito abordado quando os fãs pensam nos Beatles: saúde mental.

Apesar de as pessoas não necessariamente ouvirem "Help!" dessa forma, o baixista contou que ela foi evidentemente uma forma de John Lennon pedir ajuda. "Eu pensei, bom, é só mais uma música. Mas na verdade era um pedido de socorro", contou.

+++LEIA MAIS: Paul McCartney revela que ainda é 'difícil' pensar em John Lennon: 'Uma forma de negação'

Como evidenciado pelo NME, McCartney também falou sobre a própria experiência com isso, logo após o fim dos Beatles: "Todos nós enfrentamos períodos nos quais não estávamos tão felizes quanto deveríamos".

Quando questionado sobre a ausência da discussão sobre tópicos assim, o músico concordou que, apesar de os integrantes terem enfrentado muitas coisas, "não se falava de saúde mental" naquela época."

+++LEIA MAIS: O que Paul McCartney disse sobre a cover de Joe Cocker para 'With a Little Help From My Friends'?

Sobre os problemas que andam de mãos dadas com a fama, McCartney disse que "como quatro caras, era mais comum a gente zoar sobre isso do que falar sério. E brincar sobre isso era uma forma de se esconder."

E finalizou: "Mas dito tudo isso, acho que éramos rasoavelmente bem ajustados".


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ TICO SANTA CRUZ: 'A GENTE QUERIA PROVOCAR OS CONSERVADORES' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL