Paul Stanley diz que Kiss poderia continuar sem ele e Gene Simmons: ‘É maior do que qualquer integrante’

Para o guitarrista e vocalista fundador do Kiss, o grupo poderia seguir em frente sem qualquer membro original

Itaici Brunetti Publicado em 22/06/2021, às 09h09 - Atualizado às 09h25

None
Gene Simmons, Thommy Thayer e Paul Stanley (Foto:Sebastian Willnow/ Picture Alliance/ DPA/AP Images)

Paul Stanley, integrante fundador do Kiss, disse que a banda poderia continuar no futuro sem ele ou sem o baixista Gene Simmons - também fundador do conjunto. Para o vocalista e guitarrista, "o grupo é maior do que qualquer integrante." 

Ao ser questionado em uma entrevista para a Rádio Bob!, da Alemanha, se conseguia enxergar o Kiss seguindo em frente com pessoas diferentes, Paul Stanley respondeu: "Se o Kiss pode continuar e pode evoluir sem nós estarmos na banda? Bem, sim, porque já está com 50% [dos integrantes originais] lá."

+++LEIA MAIS: Kiss é mais popular que Led Zeppelin? Pesquisa diz que sim; integrantes do Kiss discordam

Atualmente, a formação do Kiss conta com os fundadores Paul Stanley e Gene Simmons, e com o guitarrista Tommy Thayer e o baterista Eric Singer, substituindo os membros originais Ace Frehley e Peter Criss, respectivamente. 

Continuando no assunto sobre as mudanças de formações ao longo do carreira do Kiss e na possibilidade da banda seguir em frente com outros integrantes, Paul Stanley disse: 

"Em outras palavras, houve um tempo em que as pessoas nos diziam: 'Bem, só pode ser os quatro originais', 'Bem, só pode ser os três originais'. 'Bem...', as coisas seguem em frente e as circunstâncias mudam."

O guitarrista e vocalista continuou: "Por mais que eu seja um grande fã do que faço - e acho que sou muito bom - há outras pessoas por aí que poderiam pegar a tocha e trazer algo para a filosofia da banda, para o show ao vivo e para a música."

+++LEIA MAIS: Qual nome Gene Simmons sugeriu inicialmente para o Kiss?

"Se isso acontecesse, sim, seria realmente apenas uma continuação da filosofia que sempre tivemos: de que o Kiss é maior do que qualquer integrante.", concluiu.

Em 2019, o Kiss lançou a turnê de despedida End Of The Road, que deverá ser completada até o final de 2022. 

As informações são da NME


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL