Paulo Coelho e George R.R. Martin se disponibilizam para exibir A Entrevista

Autor brasileiro ofereceu US$ 100 mil para adquirir os direitos sobre o filme

Redação Publicado em 18/12/2014, às 20h13 - Atualizado às 20h17

A Entrevista
Reprodução

Paulo Coelho usou o Twitter para enviar uma mensagem à Sony, na qual oferece Sony US$ 100 mil para adquirir os direitos sobre o filme A Entrevista. O lançamento do filme ao redor do mundo foi cancelada após ameaças de hackers norte-coreanos, que prometeram atentados “estilo 11 de setembro” em todos os cinemas que exibissem a produção.

10 estrelas da música que cantaram para ditadores.

"Vou postar (o filme) de graça no meu blog. Por favor, entre em contato comigo via Sony Pictures do Brasil", escreveu o autor na rede social. "A oferta para a Sony Pictures vale até às 12h desta sexta-feira. Vocês recuperam 0,01% do orçamento, e eu posso dizer 'não' para ameaças terroristas".

Para Coreia do Norte, novo filme de Seth Rogen representa um “ato de terrorismo.”

"Eu acho uma ameaça a qualquer artista em qualquer lugar do mundo", disse ele ao UOL. "Na minha juventude acompanhei o caso de Salman Rushdie [autor do livro Versos Satânicos]. Os editores suspenderam, mas depois resolveram publicar. Foi um horror. Teve editor assassinado, teve livraria queimada, mas a liberdade de expressão foi mantida. A Sony abriu um precedente terrível."

De acordo com a Folha de S. Paulo, George R.R. Martin, autor da série literária que inspirou Game of Thrones, afirmou que está disposta a exibir o filme na própria sala de cinema, em Novo México.