Pulse

Há 28 anos, Pearl Jam apresentava-se ao mundo com Ten

O disco de estreia da banda foi lançado em 27 de agosto de 1991

Redação Publicado em 27/08/2019, às 18h44

None
Capa de Ten, disco do Pearl Jam (Foto: Divulgação/Reprodução)

Não parece, mas já são quase 30 anos do lançamento do disco de estreia de Pearl Jamo prestigiado Ten. No dia 27 de agosto de 1991, a banda liberou o álbum com músicas que abordam principalmente os temas de depressão, abandono, falta de moradia e suicídio.

Tudo começou em 1990, quando o baixista Jeff Ament e o guitarrista Stone Gossard saíram da banda Mother Love Bone e se uniram ao vocalista Eddie Vedder. O trio convidou o guitarrista Mike McCready e o baterista Dave Krusen para formar o Pearl Jam.

+++LEIA MAIS: Pearl Jam aquece rumores sobre novo disco com volta ao estúdio

Os cinco músicos juntos fizeram a gravação do álbum em Seattle. Ten passou pelo processo de mixagem na Inglaterra e foi lançado pela Epic Records. A princípio, o disco não foi muito repercutido, mas trouxe três singles de sucesso: "Alive", "Even Flow" e "Jeremy". Ainda, tem o caso de "Black", a música não é exatamente um single, mas alcançou bastante espaço com o público.

Quase um ano depois do lançamento, em 1992, o disco chegou ao 2º lugar na parada da Billboard 200. Ten foi certificado treze vezes platina pela RIAA nos Estados Unidos e vendeu em média 13.500.000 cópias. E, permanece até hoje como o mais bem sucedido da carreira do Pearl Jam

+++LEIA MAIS: 10 melhores discos de grunge de todos os tempos, segundo a Rolling Stone EUA

O disco nasceu em uma época em que a MTV era o meio responsável por ditar as bandas e canções pertinentes no mundo da música. O Pearl Jam lançou o clipe impactante de "Jeremy", muito repercutido nas programações do canal, o que ajudou as vendas de Ten explodirem, isso porque, anteriormente, as vendas eram medianas. 

Mesmo o Pearl Jam sendo um dos maiores expoentes do grunge, o disco Ten foi, na verdade, essencial para a popularização do rock alternativo no mainstream - e é até hoje visto como um dos melhores trabalhos do meio.

+++ De Djonga a Metallica: Scalene escolhe os melhores de todos os tempos