Pearl Jam surpreende novamente e toca o disco Yield na íntegra nos Estados Unidos

Banda ainda apresentou covers de The Who (“Baba O'Riley”) e Tom Petty (“I Won't Back Down”)

Rolling Stone EUA Publicado em 21/10/2014, às 18h28 - Atualizado às 18h54

Eddie Vedder, frontman do Pearl Jam

Ver Galeria
(16 imagens)

Na última sexta-feira, 17, o Pearl Jam surpreendeu os fãs na cidade de Moline, Illinois (Estados Unidos), tocando o disco No Code (1996) na íntegra, e em sequência, pela segunda vez na carreira (mais aqui). Entretanto, após um show comum em St. Paul, Minnesota, no domingo, 19, a banda guardou outra surpresa para a apresentação de segunda-feira, na cidade de Milwaukee (Wisconsin): uma performance (quase) completa do disco Yield (1998), tendo a banda tuitado uma foto do setlist como prova (veja abaixo).

15 músicas insanamente incríveis do Pearl Jam que só os maiores fãs conhecem.

De acordo com uma mensagem no site oficial do grupo, a primeira dica de que o Pearl Jam faria algo diferente veio quando os alto-falantes da casa de shows tocaram a versão de estúdio da bizarra faixa “Red Dot” (que tem pouco mais de 1 minuto de duração), de Yield, enquanto os integrantes da banda subiam ao palco. Após quatro músicas, o Pearl Jam apresentou uma cover de “Baba O'Riley” (do The Who), com participação de Rick Nielsen, guitarrista do Cheap Trick.

Logo após, o Pearl Jam tocou a faixa de abertura de Yield, “Brain of J”, emendando a sequência do disco, “Faithful”. Quando veio “No Way”, os fãs já especulavam que uma performance completa de Yield estava por vir (a banda pulou “Red Dot”, mas isso é detalhe). Durante o show, Eddie Vedder distribuiu anedotas relacionadas às músicas – incluindo uma história sobre roubar cerveja do pai de um amigo dele –, seguindo assim até a faixa derradeira de Yield, “All Those Yesterdays”.

Edição 78 (capa) – Pearl Jam: Variantes Constantes.

Ainda deu tempo para a banda homenagear o aniversário de 64 anos de Tom Petty com uma cover de “I Won't Back Down” e tocar outras nove canções antes e um segundo bis. O Pearl Jam deixou, então, o palco com a versão de estúdio da faixa “escondida” de Yield, “Hummus”. Especula-se que o grupo possa continuar a aventura tocando agora a íntegra de Binaural (2000) nos próximos shows nos Estados Unidos.

O setlist da apresentação.