PEC de voto impresso defendida por Bolsonaro é derrotada na Câmara dos Deputados

A PEC do voto impresso foi derrotada em comissão especial da Câmara dos Deputados por 23 votos contra 11 nesta quinta (5)

Redação Publicado em 06/08/2021, às 09h37

None
Bolsonaro de máscara olha para o lado (Foto: Andre Coelho/Getty Images)

Nesta quinta (5), a comissão especial da Câmara dos Deputados rejeitou a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do voto impresso, bandeira defendida pelo presidente Jair Bolsonaro. O resultado da votação foi de 23 votos contra 11, informa o G1

Como o parecer do deputado Filipe Barros (PSL-PR) [elaborador da PEC do voto impresso] foi derrotado, o deputado Junior Mano (PL-CE) foi designado novo relator. Agora, caberá a Junior Mano elaborar um relatório em sentido contrário, ou seja, pelo arquivamento da PEC.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro admite não ter provas de fraudes nas eleições: 'Não tem como comprovar'

Apesar da PEC ter sido rejeitada na comissão especial, a proposta continua a ser discutida no plenário, segundo afirmou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). A princípio, a expectativa era que, se o assunto fosse rejeitado na comissão, terminaria na própria comissão. 

Ao G1, o líder do MDB, Isnaldo Bulhões (AL), afirmou que "o parecer vencedor pode ir a plenário, mas depende de o presidente Arthur Lira pautar. A comissão tem caráter opinativo, não terminativo". Isnaldo também "acredita que Arthur Lira não pautará o tema".

+++LEIA MAIS: 'Está na cara que querem fraudar', diz Bolsonaro sobre eleições de 2022

Qualquer mudança nas regras eleitorais para as Eleições de 2022 tem de ser aprovada até outubro. As informações são do G1


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS