Se apresentando pela primeira vez na América do Sul, Alicia Keys distribui sorrisos e hits em São Paulo

"É um sonho que se realiza", disse a cantora que cantou sucessos como "No One", "Girl on Fire" e "Empire State of Mind"

Lucas Reginato Publicado em 13/09/2013, às 02h18 - Atualizado em 14/09/2013, às 09h20

Alicia Keys
Stephan Solon / XYZ Live

“É um sonho que se realiza”. A frase foi repetida por Alicia Keys em referência à inédita apresentação na América do Sul. Nesta quinta, 12, diante de bom público no Espaço das Américas, em São Paulo, a cantora relembrou diferentes fases de sua carreira e cumpriu a meta de recuperar o tempo perdido.

O guia da Rolling Stone Brasil para o Rock in Rio.

Com meia hora de atraso, ela apareceu na parte de cima do palco com a introdução de “Empire State of Mind”, mas iniciou apresentação com hits que já completam uma década. “Karma” e “You Don’t Know My Name” mostraram uma artista à vontade com seu passado – na segunda, inclusive, ela aproveitou para fazer uma cena com um dos quatro bailarinos e dar uma pequena sequência ao clipe de dez anos atrás. Desenvolta, não economizou sorrisos no palco e parecia realmente satisfeita em estar pela primeira vez diante dos brasileiros.

O show teve sequência com faixas de seu mais novo álbum, Girl on Fire, lançado no ano passado. Com “Tears Always Win” e “Listen to Your Heart”, Alicia Keys percorreu o palco e mostrou porque é uma estrela – dançou, interagiu com a plateia e, acima de tudo, explorou sua voz com segurança e precisão. Se muitas das movimentações em cena pareciam calculadas, como esperado, a cantora ousou alguns improvisos com a voz quando sentiu-se à vontade.

As primeiras canções foram muito aplaudidas pelo público, e embora a disposição da pista fosse com assentos, na maior parte do tempo os fãs preferiram ficar em pé. As cadeiras, contudo, eram mais convidativas quando Alicia Keys mostrava seu lado introspectivo junto ao piano, e uma câmera fazia questão de exibir os movimentos do dedo da cantora nas teclas como que para provar que de fato era ela quem estava tocando. Músicas como “Diary” e “Try Sleeping With a Broken Heart” escancaram a concentração da estrela diante do desafio de percorrer caminhos mais intimistas.

Veja imagens de Beyoncé, Jennifer Hudson, Destiny's Child e Alicia Keys no Super Bowl.

Foi antes de “If I Ain’t Got You” que ela declarou-se realizada com a apresentação em São Paulo, mas antes mesmo já parecia ter conquistado o público com um carisma notável e simpatia exemplar, tendo inclusive recebido com muito esmero presentes entregues por fãs. O repertório recheado de sucessos de épocas diversas também favoreceu o extasiado clima. O conceito do disco mais recente deu as caras apenas momentos antes do bis, com “New Day” e “Girl on Fire”.

Antes ela mostrou hits de outros tempos, como “Fallin” e “No One”. Por mais de uma vez artista e plateia entraram em acordo para chegarem a um clímax que se repetia agradavelmente. A canção final, contudo, parece insuperável. “Empire State of Mind” é um hit de acerto raro e uma dessas obras primas do pop. A introdução com versos de Frank Sinatra deixaram claro a reverência a Nova York para os desavisados, e Jay Z soou nas caixas para abrir a faixa lançada em 2009. Alicia Keys entregou-se, então, ao belo refrão que encerrou a apresentação depois de cerca de 1h30. E se a cantora ficou tão satisfeita ao desembarcar em terras sul-americanas, ela agora tem certeza de que pode voltar - o público fez questão de mostrar o quanto ela é bem-vinda.

Mães da música: Sheryl Crow, Jennifer Lopez, Courtney Love, Britney Spears, entre outras.

Alicia Keys é uma das atrações do domingo, 15, no Rock in Rio.