'Perfect Day', do Lou Reed, é realmente uma declaração de amor à heroína?

A música de 1972 faz parte do disco Transformer

Redação Publicado em 01/09/2020, às 17h56

None
Lou Reed (Foto: Karl Walter/Getty Images)

Em 1972, Lou Reed lançou a música "Perfect Day", do disco Transformer. A letra da faixa é bem romântica e narra o dia na vida de um casal. No entanto, uma teoria surgiu na época de que a canção, na verdade, é uma declaração de amor à heroína, como relembra o site Far Out Magazine.

Em 1973, o cantor tentou encerrar a teoria durante entrevista ao NME: “Essa é uma música adorável. Uma descrição de um caso muito simples". Apesar da declaração do artista, muitas pessoas ainda acreditavam na relação com a droga.

+++ LEIA MAIS: As 6 melhores músicas de todos os tempos de Lou Reed, segundo site

Muitos apoiaram o ex-Velvet Underground e comentaram como ele não tinha motivos para mentir sobre o significado de "Perfect Day". Além de relembrarem como o artista não tinha problemas em compor sobre o assunto, já que com a antiga banda tinha lançado o hit "Heroin".

Com o filme Trainspotting (1996), a teoria ganhou mais adeptos. Isso porque a música entrou para a trilha sonora do loga sobre um grupo de viciados em heroína.

+++ LEIA MAIS: Metallica considerava gravar com Lou Reed mais uma vez: ‘Estávamos conectados’

A interpretação sombria, no entanto, é considerada "cômica" pelo artista. Em entrevista de 2000, Reed enfatizou: "Você está falando com o escritor, a pessoa que o escreveu. Não, não é verdade [que a música é sobre o uso de heroína]. Eu não me oponho a isso, particularmente o que você acha que é perfeito. Mas a visão desse cara de um dia perfeito era a garota, sangria no parque e então você vai para casa; um dia perfeito, muito simples. Eu quis dizer exatamente o que eu disse”.

Ouça "Perfect Day":


+++ DESAFIO! FREJAT ESCOLHE OS MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO