Pete Doherty e Nada Surf tocarão na reabertura do Bataclan, em Paris

Casa de shows da capital francesa voltará à atividade cerca de um ano depois do ataque terrorista que deixou 90 pessoas mortas em 2015

Redação Publicado em 13/04/2016, às 16h18 - Atualizado às 16h47

O vocalista e guitarrista Pete Doherty durante show do Libertines em janeiro de 2016
Rex Features/AP

A casa de shows Bataclan, de Paris, voltará a funcionar no segundo semestre de 2016, quase um ano depois dos ataques terroristas que interromperam um show do Eagles of Death Metal no local, em novembro de 2015. As informações foram dadas pelo Twitter oficial do clube.

O Bataclan não divulgou a data exata em que as portas serão reabertas – ainda não há uma confirmação –, mas já revelou os nomes de alguns dos artistas que tocarão no clube reformado. Entre eles está a banda norte-americana Nada Surf, o músico senegalês Youssou N'dour (acompanhado pelo grupo Super Etoile de Dakar) e o francês MZ.

O vocalista e guitarrista do Libertines, Pete Doherty (foto), teve a primeira apresentação até então anunciada no Bataclan, para o dia 16 de novembro. O show dele vai acontecer exatamente um ano e três dias depois do atentado, atribuído ao Estados Islâmico, que deixou 90 pessoas mortas no local.

“Queremos preservar o aconchego e a cordialidade e manter o espírito popular e festivo [do clube]”, explicou a gerência da casa de shows, reforçando a intenção de manter alguns equipamentos e a arquitetura do local. O Bataclan está fechado desde os ataques de 2015 e há meses vem passando por reformas.

Alguns integrantes do Eagles of Death Metal, banda que estava tocando no clube no dia do atentado – e recentemente se apresentou e tocou com uma banda local em São Paulo –, já afirmaram mais de uma vez que têm interesse em voltar a tocar no Bataclan. Eles, entretanto, ainda não estão na agenda da casa de shows.