Pete Townshend soube que The Who tinha chegado ao fim ao receber cuspidas de plateia em show de punk

Ele e Keith Moon foram assistir o inovador Billy Idol em 1975 - e perceberam que o final se aproximava

Redação Publicado em 16/12/2019, às 16h16

None
The Who (Foto: Harry Harris / AP)

Pete Townshend, guitarrista do The Who, foi o convidado desta semana da Rolling Stone EUA para o quadro de YouTube A Primeira Vez - no qual os artistas relembram a primeira vez que fizeram algo. Neste caso, o músico falou sobre a primeira vez que percebeu que a banda “não estava mais no ápice.”

Como explicou Townshend, o movimento punk foi o responsável por “destruir” The Who (de modo figurado, é claro) - e foi em 1975, durante um show punk, que percebeu como sua era não era mais inovadora: 

+++ LEIA MAIS: Em 1966, Keith Moon quase destruiu o The Who para formar o Led Zeppelin com Jimmy Page

Keith Moon, na verdade, foi quem me levou para o primeiro show de punk - ele teve coragem de ir; eu não tinha. Fomos assistir um show da Generation X, banda do Billy Idol. Ele era bem charmoso - assim como hoje - mas a plateia estava cuspindo na gente. Pareceu que estávamos condenados.”

Apesar da recepção pouco calorosa, Pete Townshend amava o punk - e queria que o The Who tivesse seguido aqueles passos (embora tenha nascido uma década mais cedo). “Quando o movimento punk chegou [senti que acabava o The Who]. Essa era a missão deles: não conquistar, mas destruir - e fizeram. Eu amava, porque era isso que eu queria do The Who - que durasse seis meses e aí desaparecesse e eu pudesse ir pra faculdade de artes e ter uma vida normal.”

+++ LEIA MAIS: Keith Moon quis sair do The Who e se juntar aos Beatles, mas Paul McCartney recusou

Também durante a ascensão do punk nos anos 1970, percebeu que poderiam ser “substituídos”: “Lembro de assistir Generation X, e Siouxsie & The Banshees, e pensar: ‘Wow, nós fazíamos isso [no início da banda, com My Generation]. E eles fazem de novo!’ Não faziam tão bem, mas eram bem mais novos.”

Apesar disso, o The Who continuou vivo - e continuou bem. Entre 1975 - ano da cusparada - e 1982 - quando anunciaram a separação - a banda lançou quatro discos. Depois, lançaram um álbum em 2006 e, este mês, a coletânea Who.

+++ FRANCISCO EL HOMBRE SOBRE RASGACABEZA: 'É UM INDIGESTO, TOCA EM PONTOS DOLORIDOS E ÍNTIMOS'