Peter Green, co-fundador do Fleetwood Mac, morre aos 73 anos

A morte do músico foi confirmada por representantes da família

Redação Publicado em 25/07/2020, às 13h51

None
Peter Green (Foto: Reprodução / Twitter)

Peter Green, co-fundador do Fleetwood Mac, morreu aos 73 anos. Segundo a NME,  a informação foi confirmada pela escritório de advocacia Swan Turton, que representa a família do músico. 

“É com muita tristeza que a família do Peter Green anuncia a morte dele neste fim de semana, tranquilamente enquanto dormia. Um pronunciamento adicional será fornecido nos próximos dias”, disse os representantes para a BBC

+++LEIA MAIS: Traições e US$ 1 milhão em drogas: os 50 anos do Fleetwood Mac

De acordo com a Rolling Stone EUA, Green começou a ganhar destaque no mundo da música após substituir Eric Clapton na banda John Mayall & the Bluesbreakers, em 1965. 

Ao lado de  Mick Fleetwood - que também fazia parte do Bluesbreakers, o músico fundou o  Fleetwood Mac em 1967 e gravou os três primeiros discos da banda: o álbum homônimo do grupo, Mr. Wonderful e Then Play On, segundo a Pitchfork.

Green deixou a banda três anos mais tarde para cuidar da saúde mental e após alguns anos foi diagnosticado com esquizofrenia. 

Em 1998, o artista foi escolhido para o Hall da Fama junto com os outros integrantes da banda de rock, Fleetwood, Christine McVie, Stevie Nicks e Lindsey Buckingham, John McVie, Danny Kirwan e Jeremy Spencer

Segundo a Pitchfork , o lendário B.B. King descreveu o músico como “o único guitarrista branco que causa arrepios”. 

No mês de fevereiro deste ano, o legado de Green e do Fleetwood Mac foi homenageado pelos ex-colegas de banda, David Gilmour, do Pink Floyd, Billy Gibbons, Jonny Lang e Andy Fairweather Low no London Palladium. 


+++ FREJAT: O DESAFIO É FAZER AS PESSOAS SABEREM QUE O DISCO EXISTE