Peter Jackson queria transformar Frodo em assassino no final de O Senhor dos Anéis; entenda

Cena com assassinato chegou a ser filmada, mas o diretor mudou de ideia por causa de Tolkien

Redação Publicado em 07/04/2020, às 10h03

None
Elijah Wood como Frodo em O Senhor dos Anéis (Foto: Divulgação/Netflix)

A adaptação dos livros de O Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien, chegou aos cinemas com a direção de Peter Jackson, duas vezes vencedor do Oscar de Melhor Diretor pelo trabalho na franquia. No roteiro original de Jackson para O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, terceiro e último filme, Frodo seria um assassino. As informações são do site ScreenRant.

Ao longo da trilogia, Frodo luta com a tentação exercida pelo Anel de Sauron. No clímax da saga, o personagem, interpretado por Elijah Wood, chega na Montanha da Perdição, único lugar no qual o anel pode ser destruído. Ao lado do amigo fiel, Samwise Gamgee, Frodo é atacado por Gollum, ex-hobbit enlouquecido pelo poder do Anel. No filme, ambos lutam pelo Anel antes de tombar na borda acima do vulcão. Frodo consegue se salvar, mas Gollum é consumido pelo fogo com o Anel. No entanto, esse não era o plano original de Jackson

+++ LEIA MAIS: Como O Senhor dos Anéis fez os Hobbits parecerem tão pequenos (quase sem CGI)?

Na biografia de Brian Sibley sobre Jackson, lançada em 2006, é revelado o plano original da equipe para a cena, descrita como “assassinato direto”. Nessa versão do roteiro, Frodo empurraria Gollum intencionalmente. A cena chegou a ser filmada, mas Jackson tinha dúvidas sobre a virada assassina de Frodo, principalmente porque “ia contra tudo que [Tolkien] queria” para os heróis nos livros.

No livro, Gollum cai no vulcão ao comemorar vitória, após arrancar o dedo de Frodo para pegar o Anel. Jackson não aceitou bem a versão, pois deixaria Frodo em segundo plano, e por isso alterou para a cena de luta entre os personagens.


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK