Pulse

Peter Murphy, do Bauhaus, causa acidente e é preso por posse de metanfetamina

Vocalista britânico tem que pagar multa de US$ 500 mil

Jon Blistein Publicado em 19/03/2013, às 13h33 - Atualizado às 18h29

Peter Murphy
Reprodução / Facebook oficial

Peter Murphy, o vocalista da banda britânica Bauhaus, foi preso no sábado, 16, por suspeita de causar danos enquanto dirigia sob influência de drogas e álcool, acumulado delitos tanto pelo acidente como por posse de metanfetamina, conforme noticiou o jornal Glendale News-Press.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Murphy colidiu com outro veículo em Glendale, na Califórnia, mas fugiu para as redondezas de Los Angeles. Uma testemunha acusou a localização do cantor e o acompanhou até a chegada da polícia. Os oficiais locais afirmaram que a testemunha seguiu Murphy porque teve medo de que ele "matasse alguém dirigindo daquele jeito".

A polícia de Los Angeles deteve o vocalista para entregá-lo aos oficiais de Glendale. Eles afirmaram que Murphy estava “muito confuso” e que estava tendo dificuldades para lembrar o dia e a hora.

Ele negou o consumo de álcool, afirmando que apenas tomou medicamentos regulares prescritos para depressão. Alegou que estava confuso por causa de jet-lag, mas os oficiais encontraram uma bolsa plástica com metanfetamina. O cantor negou que a droga fosse dele, porém os policiais acreditam que ele tentou descartar o conteúdo no carro de polícia no qual estava sendo mantido.