Phil Anselmo tem shows cancelados por discurso de supremacia branca

Após ataque à mesquita em Nova Zelândia, produtor descontinuou apresentações do cantor

Redação Publicado em 19/03/2019, às 13h30

None
Phil Anselmo (Foto: Chris Pizzello / AP)

Phil Anselmo & The Illegals tiveram dois shows cancelados na manhã desta terça, 19. Os shows aconteceriam na Nova Zelêndia.

O cancelamento se deu por dois fatores: em primeiro lugar, os discursos de supremacia brancas feito pelo ex-Pantera em entre o início dos anos 1990 e 2016. Em segundo, por causa do ataque armado à uma mesquita no país da Oceania.

O ataque ao templo muçulmano foi realizado por um terrorista que apoia os ideais da soberania branca. O manifesto do criminoso flerta com um discurso feito pelo cantor em 2016 durante uma apresentação, no qual ele gritou "white power" e fez gestos nazistas para a plateia.

Ben Mulchin, responsável pela turnê da banda na Nova Zelândia, disse publicamente não se sentir confortável para realizar as apresentações à luz dos acontecimentos recentes.

Em comunicado à Billboard USA, o produtor explicou os motivos que o levaram a cancelar os shows. “Este é um momento muito sério para a história da nossa nação e para toda a raça humana. Intolerância e ódio precisam ser identificados, reduzidos, arquivados e, idealmente, educados para se transformar em compreensão e empatia."

“Nosso país inocente acordou para encontrar o ódio,a intolerância, e descobrir que gente louca vive e trabalha entre nós. Supremacia branca e qualquer forma de ódio deveriam ser extintas da sociedade. [...] Acredito que entre o povo da Nova Zelêndia e todo o mundo só deveria haver respeito, aceitação e amor por todas as nacionalidades, crenças e sexualidades.[...] Nunca vou fazer shows de ninguém que apoie políticas como “white power”, garantiu.

Algoritmo da Vida: novo projeto da Rolling Stone Brasil busca sintomas de depressão mas redes sociais para prevenção do suicídio: